Entretenimento

Indústria fonográfica vê maior crescimento em 20 anos graças à música online

O forte crescimento dos serviços de música online ajudou a elevar a receita da indústria fonográfica a crescer em 2016 no ritmo mais intenso desde que o início dos registros há 20 anos, afirmou nesta terça-feira (25) a Federação Internacional da Indústria Fonográfica (IFPI, na sigla em inglês).

O mercado global de música gravada cresceu 5,9% em 2016, o mais rápido ritmo desde que a IFPI começou a acompanhar o mercado em 1997. O setor cresceu pelo segundo ano consecutivo depois de perder aproximadamente 40% de sua receita nos últimos 15 anos, impulsionado por alta de 60% no faturamento com serviços de música pela Internet.

Leia mais:
Elton John está se recuperando de infecção bacteriana ‘potencialmente fatal’
Quinteto Brasilianos toca Milton Nascimento para festejar amizade

Recomendados

No total, a receita com meios digitais foi responsável por metade do faturamento da indústria da música pela primeira vez.

A receita com os serviços baseados em assinaturas como o Spotify ajudaram na recuperação da indústria, enquanto o mercado de formato físicos continuou a encolher, junto com o faturamento de downloads.

«Como indústria, tivemos anos de investimento em inovação para fazer o (crescimento) acontecer, e começamos a enxergar a mudança … para a adaptação à era digital, para conduzirmos a era digital», disse a jornalistas em Londres o presidente-executivo da IFPI, Frances Moore.

A receita total da indústria somou 15,7 bilhões de dólares em 2016, auxiliada pelos 112 milhões de usuários inscritos em serviços pagos de música online até o final do ano passado. O crescimento no serviço de música pela Internet mais do que compensou os 20,5%de queda em downloads e a redução de 7,6% na receita com vendas de música em formato físico.

Tags

Últimas Notícias


Nós recomendamos