Entretenimento

Peças ibero-americanas do Festival Mirada migram de Santos para a capital

Há uma semana, a cidade de Santos sedia a quarta edição do Mirada – Festival Ibero-Americano de Artes Cênicas. Desta quinta-feira (15) até o dia 1º/10, no entanto, 9 das 43 montagens da programação sobem para a capital e ocupam unidades do Sesc.

Os mexicanos da Cia. Vaca 35 apresentam dois trabalhos no Sesc Pompeia. Hoje e amanhã, às 21h, eles encenam “Tudo o que uma grande atriz necessita é uma grande obra e o desejo de triunfar”, uma adaptação de “As Criadas”, de Jean Genet. No sábado, às 21h, e domingo, às 19h, os atores refletem sobre a cultura local de celebração da morte em “Quando todos achavam que tínhamos sumido – Gastronomiaescénica” (foto).

Leia também:
Nicette Bruno e Eva Wilma vivem no teatro papéis de Joan Crawford e Bette Davis
Força operística guia nova criação do Balé da Cidade de São Paulo

Recomendados

Um dos principais expoentes do teatro europeu atual, a catalã Angelica Liddell se inspira em um crime de canibalismo e no atentado ocorrido em novembro do ano passado, em Paris, para criar a peça existencialista “Que haré yo con esta espada? (Aproximación a la ley y al problema de la belleza)”, em cartaz no Sesc Pinheiros, sábado e domingo, às 18h.

Na terça e na quarta, às 20h, a uruguaia Marianella Morena leva questões femininas ao Sesc Ipiranga com na peça “No Daré Hijos, Daré Versos”, criada a partir da história real da poeta Delmira Agustini (1886-1914), assassinada pelo ex-marido.

Conhecida pelo uso que faz da imagem em cena, a  companhia chilena Teatrocinema encena no Sesc Vila Mariana, na quarta e na quinta, às 21h, a obra“La Contadora de Películas”, sobre a história de uma mulher destinada a recontar histórias de filmes a quem não consegue ir às salas de cinema.

Os ingressos para os espetáculos custam R$ 40.

Veja a programação completa do Festival Mirada aqui.

Tags

Últimas Notícias


Nós recomendamos