Entretenimento

Antonio Nóbrega investiga o samba em show que festeja centenário do gênero

Em seu mais novo espetáculo, que estreia nesta sexta-feira (26) no Sesc Pinheiros, o bailarino e multi-instrumentista Antonio Nóbrega se arrisca a dizer do que é feito o samba.

“A gente tem vários batuques no Brasil. Tem desde o tambor de criola do Maranhão ao carimbó do Pará, passando pelo coco de roda do Nordeste – e todos são formas de samba”, explica o pesquisador especializado em cultura popular.

Leia também:
Liam Gallagher anuncia que vai lançar álbum solo em 2017
Neymar se declara para Bruna Marquezine em show de Thiaguinho

Após investigar o frevo e o baião, Nóbrega se dedica em “Semba” ao estilo musical que comemora seu centenário em 2016 e que se apresenta, no palco, tanto em sua raiz mais popular quanto em suas contaminações mais sofisticadas, repletas de novas referências.

“A canção popular brasileira mostra muito do que somos, e o samba provavelmente é o gênero que mais serve a essa função, porque suas letras são pequenas crônicas de nossas alegrias, tragédias, amores, problemas”, diz ele.

O aspecto dançado do estilo também se faz presente a partir da direção coreográfica de Maria Eugênia Almeida, filha do artista.  “A base do show são músicas cantadas, mas que têm um intenso diálogo com a dança. A coreografia apresenta as matrizes dos movimentos reelaboradas”, conclui Nóbrega.

Serviço:
No Sesc Pinheiros (r. Paes Leme, 195, tel.: 3095-9400). Estreia sexta (26). Sex. e sáb., às 21h; dom., às 18h. R$ 40. Até 4/9.

Tags

Últimas Notícias


Nós recomendamos