Entretenimento

‘MasterChef’: a maior dificuldade do camarão é o ponto, diz Bruna

Cozinhando três pratos diferentes tendo camarão como ingrediente principal, a cozinheira Bruna Chaves venceu mais uma das eliminatórias do MasterChef e garantiu sua permanência no talent show durante mais uma semana.

ANÚNCIO

Segundo a mineira, a maior dificuldade da prova foi o ponto do camarão. «Tem que ficar de olho na cor e na textura. A cor do camarão fala muito sobre o ponto dele. Ele não pode estar transparente, senão ainda estará cru. Se começar a esfarelar, ele passou do ponto. Tem de prestar atenção no camarão e não tirar o olho», afirmou.

A participante também enfrentou algumas dificuldades para fazer o aioli – que é uma maionese de alho – que acompanhou o prato de camarão ao vapor. «É sempre complicado porque maionese pega no ponto ou não pega. Você tem que começar tudo de novo. Eu não consegui na minha primeira tentativa. Por sorte, eu tinha mais uma gema», disse.

Recomendados

Leia também:
Risadaria apresenta show do carioca Marcelo Marrom
Arte e tecnologia se unem em festival na Paulista
«Porém, o prato de camarão escolhido pelo Fogaça foi o pior de replicar. Como era no forno, é mais difícil controlar o ponto que está o camarão. Foi um pouco na sorte. Camarão é sempre difícil, em 30 segundos ele pode passar do ponto», continuou Bruna, que contou ter ficado ligeiramente assustada com a tarefa proposta pelo MasterChef.

«Replicar uma receita já é quase missão impossível, porque normalmente é um prato favorito do chef. Eles conhecem de cabo a rabo e, qualquer coisinha que der errado, eles percebem na hora. Replicar três receitas, no período de uma hora, foi desesperador de se pensar. Eram receitas simples, mas com muito processo. Cada receita precisava de processos diferentes. Então, para se perder no meio e esquecer um ingrediente, ou um dos componentes do prato, era fácil de acontecer.

Tags

Últimas Notícias