Entretenimento

Piper se torna maior vilã em novo ano de ‘Orange Is the New Black’

Desde a primeira temporada já era possível notar que a doce Piper Chapman (Taylor Schilling) também tinha um lado muito sombrio. As facetas menos nobres – e mais intrigantes da personagem – guiam a quarta temporada de «Orange Is the New Black», que teve seus 13 episódios disponibilizados simultaneamente nesta sexta-feira (17) na Netflix.

O amadurecimento da personagem é um reflexo de uma mudança em todo o seriado. A comédia dramática foi ganhando cada vez mais drama, e a quarta temporada é o ápice da brutalidade do programa – uma guerra se instala dentro do presidio de Litchfield, e Piper assume um papel central neste conflito.

Leia também:
Inês Brasil invade prisão de ‘Orange Is the New Black’ em vídeo para 4ª temporada
‘Orange Is the New Black’: divulgadas as primeiras fotos da 4ª temporada

A trama retorna aos dramas pessoais de algumas de suas personagens mais queridas, como Sophia Burset (Laverne Cox) e Daya Díaz (Dascha Polanco), ao mesmo tempo que renova seu elenco: a penitenciária recebe literalmente uma centena de novas detentas neste ano, incluindo a perversa ex-apresentadora de TV Judy King (Blair Brown, de «Fringe»).

Matthew Weiner, criador do sucesso «Mad Men», retorna à TV assumindo a direção dos episódios. A roteirista e criadora da série, Jenji Kohan («Weeds»), é amiga de longa data dele. Kohan foi confirmada no comando da série para as próximas temporadas – que não serão poucas.

Em fevereiro a Netflix decidiu renovar o programa para mais três temporadas – sendo assim, o seriado irá até pelo menos 2019. O desafio é driblar uma duração tão longa e fazer com que a trama não fique perdida – como ocorreu na terceira temporada.

Veja o teaser da 4ª temporada:

Tags

Últimas Notícias


Nós recomendamos