Que tal assar uma costela?

Por Lara Novelli

Está com tempo? Tem aí umas cinco ou seis horinhas? Que tal assar uma costelinha no ponto? Vamos aprender com Celso Frizon, o Dr. Costela, como se faz um assado perfeito. Os ingredientes principais? Uma boa e gorda costela de boi, isso mesmo, não pode ser de vaca para o churrasco, e muita paciência para assar beeeem lentamente.

As dicas de ouro

Atenção ao calcular a carne, pois depois de assada, você terá mais ou menos 48% do peso do corte que colocou na brasa, a gordura vai derreter durante o cozimento lento, para a carne ficar bem macia. A costela tem que ser de boi e gorda e grossa, carnuda. O chef prefere a minga.

Celso usa lenha ou carvão tradicional. É importante acender o fogo cedo e deixar só na brasa, sem chamas, e bem quente. Depois de salgar com sal grosso, coloque a costela alta, a uns 50 cm mais ou menos da brasa, com o osso para baixo, e deixe ela ali, quietinha, por 2 horas (se for grossa, fique de olho se for mais fina). Depois disso, vire a parte do osso para cima e deixe ela ali por mais 2 horas. Gosta de caipirinha? Cerveja? Então…

Ainda com a costela lá em cima, a 50 cm da brasa, vire o osso para baixo e… Deixe mais 2 horas lá assando. Aí já deu umas 6 horas de brasa e está todo mundo caindo de fome… Quando o pessoal já estiver a ponto de querer pedir uma pizza, está na hora de finalizar. Agora sim, baixe para mais perto da brasa e deixe finalizar com o osso para cima. Tá linda?! Não tem como não ficar boa demais. Dá uma batidinha para tirar o excesso de sal, se ainda tiver, e está pronta! Ufa.

Agora, se você não quiser fazer esse processo todo na churrasqueira, mas quer muito comer uma costela incrível, dá para pedir em casa, pelo WhatsApp 99785-2206 ou 4147-1557, chega embaladinha no vácuo e vai para a panela congelada mesmo, e meia hora você tem a sua costelinha no jeito.

Ou fazer um passeio até o Dr. Costela, que fica na Rodovia Regis Bittencourt, 38100 – km 293,5 – Potuverá, Itapecerica da Serra. Além de se fartar, ainda confere a simpatia do Celso pessoalmente. De qualquer modo, vai valer o rolê.

Dr. Costela Divulgação

Lara De Novelli é jornalista e cozinheira formada pelo Senac no curso Cozinheiro Chef Internacional, adora um fogão e é um ótimo garfo.
Quando quiser falar comigo, [email protected] ou Instagram: @laradenovelli

Colunas anteriores:
Sim, o hambúrguer é de wagyu
Finalização de chef

Loading...
Revisa el siguiente artículo