Colunistas

No forno

rose-guglielminetti colunistaO secretário municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo, Samuel Rosilho, disse que a Prefeitura de Campinas está preparando um projeto de lei de redução do valor da alíquota de 5% para 3% de ISSQN (Imposto Sobre Serviços de Qualquer Natureza) que irá beneficiar a Rede D’Or São Luiz, dona do Hospital São Luiz, que será construído no terreno abandonado da antiga rodoviária. A mudança será exclusiva para a cobrança de tributo sobre a construção da unidade hospitalar.

O custo previsto para a obra é de R$ 200 milhões. Com isso, a redução do imposto, portanto, seria em torno de R$ 4 milhões para os cofres públicos. A proposta será enviada nas próximas semanas para a Câmara de Vereadores de Campinas. “Vamos mostrar aos vereadores a importância deste projeto”, disse Rosilho, referindo-se tanto à área de saúde, com a implantação de 400 leitos, dos quais 120 de UTIs; quanto em relação à revitalização da região central. Desde que a antiga rodoviária foi implodida, em 2010, o local está abandonado e tem fomentado as ações de criminosas nas imediações. O início da obra, segundo Rosilho, ficará apenas para 2016 – já que há ainda muitos detalhes burocráticos a serem resolvidos.

Caro? 

E por falar em construções, o valor da reforma da Câmara de Vereadores pode dar o que falar. Tudo porque a construção do prédio ficou em R$ 3,2 milhões e a reforma, que será feita neste ano, sairá por R$ 4 milhões. A culpa pode recair sobre a pressa da construção.

Rose Guglielminetti escreve no Metro Jornal de Campinas

 

Tags

Últimas Notícias


Nós recomendamos