Colunistas

Vasco x Fluminense

jose-carlos-araujo garotinhoO Vasco levou a melhor e vai decidir o título com o Flamengo. Ainda fazendo uma reflexão sobre o jogo do último domingo, duas coisas ficaram bem claras para qualquer observador: O time do Vasco de hoje é bem superior ao do ano passado, e, se já estivesse com esta formação, não seria rebaixado. Pode crer. A própria torcida cruzmaltina sabe reconhecer que, com uma zaga mais segura e um grande goleiro, o time ficou ajustado e é candidato ao título que não ganha desde 2003.

ANÚNCIO

Por outro lado, o Fluminense de hoje, se jogasse em 2013, estaria rebaixado. Não se preocupou com o seu ponto fraco, que é a zaga, e os erros são os mesmos da temporada passada. Pobre do Diego Cavalieri, que tem que se virar, e o seu rendimento não tem sido o mesmo. Pior de tudo é ter que ouvir o Renato Gaúcho afirmar que o tricolor é o time mais ofensivo do Brasil. Mais até que a Seleção. Menos, Renato! Cai na real!

Papo de um marombeiro tricolor, em academia de São Gonçalo:

Recomendados

– Fui abordado por um torcedor, malhando como eu, querendo me dar ingresso e camisa para ir ao Maraca. Sabe para quê? Para brigar com vascaínos, do lado de fora. O cara procurava só gente com mais de 1,90m, e eu não topei, mas estou alertando as autoridades.

Por isso que reafirmo aqui: não adiantou nada punir as torcidas Força Jovem e Young Flu. Seria preciso identificar os brigões e obrigá-los a comparecer na delegacia na hora do jogo. A violência continua por falta de inteligência da Justiça.

Edmundo, o Animal, comentarista da Band, está completando 43 anos nesta quarta. Nosso abraço a ele, que vem se revelando um craque também na “latinha”, identificado com a galera do Vasco e do Flamengo.

Muito transparente e com equilíbrio, foi assim que vi o Maurício Assumpção, diante do movimento grevista dos jogadores do Botafogo. O presidente alvinegro não nega o direito dos seus jogadores, mas deixa claro que as receitas encurtaram. Não é segredo que o fechamento do Engenhão “enforcou” o Botafogo. Passando à próxima fase da Libertadores, entra uma boa grana. Por esta razão, torço, hoje, no Maraca, por uma vitória, e a torcida tem que chegar junto.

Vencer, ou, no mínimo, empatar. Este é o lema do Flamengo, logo mais, diante do Emelec. Nestes dois últimos jogos da fase de grupos, o Flamengo tem que somar 4 pontos para não ficar de fora. Tô acreditando.

José Carlos Araújo escreve às quartas-feiras no Metro Jornal do Rio de Janeiro. É também comunicador das rádios Bradesco Esportes e Bandnews FM e apresentador do “ Donos da Bola», na tela da Band.

Tags

Últimas Notícias