Ciência e Tecnologia

Perguntamos à IA como era o mundo há mil anos e a resposta para cada continente foi impactante

Mil anos atrás não havia câmeras, mas a inteligência artificial imagina como era a África, Europa, Ásia e América

América en el 1024 según la IA. Imagen generada por Microsoft Copilot. Alberto Sandoval/ Fayerwayer
América em 1024 segundo a IA Microsoft Copilot | Alberto Sandoval/ Fayerwayer

ANÚNCIO

Começamos a conversar com a inteligência artificial sobre história mundial e, cheios de dúvidas, perguntamos como era o mundo no ano de 1024. O Gemini do Google nos deu uma ampla explicação em textos separados por continentes, sobre como era a nossa civilização exatamente mil anos atrás, e o Copilot da Microsoft, que usa o ChaGPT da OpenAI, nos ofereceu imagens do que imagina, já que naquela época não havia câmeras fotográficas.

ANÚNCIO

Em primeiro lugar, Gemini nos diz que o ano de 1024 foi um período fascinante na história mundial, marcado por grandes mudanças e contrastes em diferentes regiões do planeta. E a partir desse momento, ele separa por continentes sua explicação do que estava acontecendo em cada região importante de nossa civilização.

O texto e as imagens, lembremos, são cortesia da inteligência artificial, já que queríamos conhecer os detalhes e conhecimentos dos mecanismos de aprendizado de máquina sobre história.

Europa de mil anos atrás de acordo com a inteligência artificial

  • Fragmentação política: a Europa estava fragmentada em uma multidão de reinos, condados e principados, muitos deles em constante luta pelo poder e expansão territorial. O Sacro Império Romano-Germânico era a entidade política mais poderosa, mas sua autoridade era limitada pela autonomia de seus membros.
  • Feudalismo: o sistema feudal dominava a organização social e econômica. A sociedade estava dividida em três estamentos: nobreza, clero e camponeses. Os nobres possuíam a terra e a exploravam através do trabalho dos camponeses em troca de proteção.
  • Renascimento carolíngio: apesar da fragmentação política, houve um ressurgimento cultural e intelectual conhecido como o Renascimento carolíngio. Impulsionou-se a educação, a cópia de manuscritos antigos e a criação de novas obras literárias e artísticas.
Europa en el 1024 según la IA. Imagen generada por Microsoft Copilot. Alberto Sandoval/ Fayerwayer
Europa em 1024 segundo a IA Microsoft Copilot | Alberto Sandoval/ Fayerwayer
Europa en el 1024 según la IA. Imagen generada por Microsoft Copilot. Alberto Sandoval/ Fayerwayer
Europa em 1024 segundo a IA Microsoft Copilot | Alberto Sandoval/ Fayerwayer

Ásia segundo a IA

  • Dinastia Song na China: a dinastia Song governava a China, presidindo um período de grande prosperidade econômica e cultural. Destacavam-se os avanços na agricultura, comércio, tecnologia (como a impressão) e nas artes.
  • Expansão do Islã: o Islã continuava sua expansão pela Ásia, África e Europa. Em 1024, a dinastia Gaznávida governava grande parte da Ásia Central e Ocidental, enquanto o Califado Fatímida controlava o Egito e partes do norte da África.
  • Império Bizantino: o Império Bizantino, com sua capital em Constantinopla, era um importante centro cultural e comercial. No entanto, enfrentava ameaças dos búlgaros e dos turcos seljúcidas.
  • Índia: o subcontinente indiano estava dividido em vários reinos e principados. No norte, a dinastia Ghaznavid governava parte do território. No sul, a dinastia Chola era um importante poder regional.
Asia en el 1024 según la IA. Imagen generada por Microsoft Copilot. Alberto Sandoval/ Fayerwayer
Asia em 1024 segundo a IA Microsoft Copilot | Alberto Sandoval/ Fayerwayer
Asia en el 1024 según la IA. Imagen generada por Microsoft Copilot. Alberto Sandoval/ Fayerwayer
Asia em 1024 segundo a IA Microsoft Copilot | Alberto Sandoval/ Fayerwayer

O continente africano de acordo com a inteligência artificial

  • Império do Gana: o Império do Gana era uma potência comercial na África Ocidental, controlando o comércio de ouro e sal.
  • Reinos do Saara: no Saara, floresciam reinos como Mali e Songhai, que se beneficiavam do comércio transaariano.
  • Expansão islâmica: o Islã estava se expandindo pela África do Norte e Oriental, trazendo consigo mudanças culturais e sociais.
África en el 1024 según la IA. Imagen generada por Microsoft Copilot. Alberto Sandoval/ Fayerwayer
África em 1024 segundo a IA Microsoft Copilot | Alberto Sandoval/ Fayerwayer
África en el 1024 según la IA. Imagen generada por Microsoft Copilot. Alberto Sandoval/ Fayerwayer
África em 1024 segundo a IA Microsoft Copilot | Alberto Sandoval/ Fayerwayer

América de acordo com a IA

  • Civilizações mesoamericanas: as civilizações mesoamericanas, como os maias, astecas e toltecas, estavam em um período de apogeu cultural e político.
  • Culturas andinas: nos Andes, a cultura Tiahuanaco havia declinado, dando lugar a novas culturas como os chimú e os nazcas.
  • Contato com a Europa: os vikings haviam chegado à América do Norte no século X, mas sua presença não teve um impacto significativo nas culturas indígenas.
América en el 1024 según la IA. Imagen generada por Microsoft Copilot. Alberto Sandoval/ Fayerwayer
América em 1024 segundo a IA Microsoft Copilot | Alberto Sandoval/ Fayerwayer
América en el 1024 según la IA. Imagen generada por Microsoft Copilot. Alberto Sandoval/ Fayerwayer
América em 1024 segundo a IA Microsoft Copilot | Alberto Sandoval/ Fayerwayer

ANÚNCIO

Recomendado:

Tags


Últimas Notícias