Ciência e Tecnologia

De bilionário a prisioneiro por 25 anos: como caiu o império cripto de Sam Bankman-Fried?

Tudo começou no distante 2019

Sam Bankman-Fried | Foto: Cortesía FTX

Esta história começa em 2019, quando um jovem Sam Bankman-Fried - conhecido como SBF - fundou uma plataforma de criptomoedas chamada FTX em Berkeley. Até aí tudo bem, na verdade tão bem que em apenas dois anos conseguiu abrir escritórios em Hong Kong e posteriormente nas Bahamas. Naquela época, SBF se apresentava como um nerd desleixado com pais proeminentes e amigos políticos ou empresariais, imagem que o ajudou a fazer com que sua empresa alcançasse uma avaliação de 18 bilhões de dólares até 2021. O problema? Tudo era uma fraude.

Após vários dias de testemunho e horas de deliberação, a justiça dos Estados Unidos determinou que Sam Bankman-Fried era um verdadeiro golpista, e condenou o ‘visionário’ por trás da FTX a passar 25 anos na prisão. Esta sentença foi um marco para a indústria tecnológica e as empresas estabelecidas no Vale do Silício, pois, com apenas 32 anos, SBF parecia ser um dos empresários mais promissores da atualidade.

Os crimes de Sam Bankman-Fried

Bankman-Fried construiu sua fortuna no mundo das criptomoedas durante a maior parte da pandemia de Covid-19. Como resultado, ele alcançou uma riqueza estimada em 25 bilhões de dólares, porém, devido à sua prisão, ele não poderá desfrutar desse patrimônio.

Recomendados

Recordemos que o escândalo de fraude em massa começou em 2022, com uma crise que se desencadeou quando houve tentativas de venda de FTX Token (FTT) pela Binance, outro gigante da troca de criptomoedas, revelando movimentos financeiros irregulares.

Nesse contexto, descobriu-se que Bankman-Fried desviou bilhões de dólares dos clientes da FTX para a Alameda Research, outra de suas empresas, resultando em perdas estimadas em 550 milhões de dólares, de acordo com o juiz Lewis Kaplan.

Sam Bankman-Fried durante su juicio por el robo de más de 8 mil millones de dólares a clientes de FTX. | Foto: Alex Wong / Getty Images

A condenação de Sam Bankman-Fried

Posteriormente, ao iniciar o julgamento, a defesa solicitava uma sentença leve, de cerca de 5 a 6 anos, enquanto a promotoria pedia entre 40 e 50 anos de prisão. O resultado? SBF recebeu uma sentença de 25 anos, e não só isso.

E é que o juiz federal responsável pelo caso ordenou ao ex-empresário reembolsar mais de 11 bilhões de dólares ao governo e às vítimas de fraude. Uma quantia que claramente ele nunca conseguirá juntar, e que o deixará financeiramente incapacitado pelo resto da vida.

Embora Bankman-Fried tenha expressado arrependimento após conhecer sua sentença, na qual lamentou ter arruinado o que ele descreveu como algo “realmente bonito”, a justiça determinou que não haveria tolerância para esse tipo de atos, impedindo sua impunidade.

Sam Bankman-Fried
Tags

Últimas Notícias


Nós recomendamos