Ciência e Tecnologia

Conheça o artista que cria fotografias sem utilizar uma câmera

Copos, vinho, uma lanterna e papel... Isso é tudo o que o russo Alexander Yegorov precisa para criar imagens insólitas

Obra de Alexander Yegorov

As brilhantes telas de Alexander Yegorov são fotografias abstratas criadas sem câmera. O artista passou mais de um dia em uma grande sala escura. Ele pegou papel sensível à luz e o iluminou com uma lanterna ou um ponteiro laser vermelho, azul e verde. A luz passava por intermediários: vasos e copos de cristal, fragmentos de vidro de várias formas, e o papel adquiria cores e silhuetas. Os desenhos eram montados a partir das refrações dos raios, que não podiam ser controlados ou previstos.

"Este método de criação de imagens é chamado de fotograma. Os objetos são colocados em uma folha e, graças à luz, deixam um desenho no papel", explicou Alexander Yegorov ao Metro.

E acrescentou: “o artista mais famoso que trabalhou com essa técnica foi Man Ray. Eu modifiquei levemente o estilo - os objetos se tornaram condutores entre a luz e o papel e foram colocados a certa distância da folha”.

Em busca de diferentes nuances no triângulo amoroso entre luz, objeto e papel, Alexander salpicou as folhas com vinho, café, chá e água. Por terem diferentes composições químicas, danificavam a emulsão do papel fotográfico, conferindo-lhe diferentes tons de cor.

Estes surgiam dependendo da intensidade da luz e do tempo que o artista a fizesse brilhar. O feixe de luz vermelha transformava o papel em azul, o amarelo o tornava rosado. Se Alexander utilizasse a luz por mais de 5 segundos, o papel ficava superexposto e tornava-se negro. A cor amarela, por exemplo, surgia graças ao efeito do líquido sobre a folha.

"Este processo é expressivo, envolve um grande grau de liberdade. Também é um pouco mágico porque confio a composição a forças que escapam ao meu controle", compartilha Alexander.

O título da exposição ecoa o filme ‘El sol del membrillo’, no qual o artista pinta uma paisagem. Ele tem que terminar antes que os frutos da árvore amadureçam e sejam colhidos. O herói tenta aproveitar isso e capturar momentos da beleza da natureza.

Em suas obras, Alexander Yegorov tenta capturar essa poesia da irreversibilidade e finitude do processo criativo.

Tags

Últimas Notícias


Nós recomendamos