Ciência e Tecnologia

A teoria quântica que explicaria como o Papai Noel consegue entregar bilhões de presentes ao mesmo tempo

Mas cuidado, se alguma criança ver, tudo será arruinado

Santa Tracker Google (En Vivo).

Todos os anos, chega o Natal e o Papai Noel sai de sua casa no Polo Norte para percorrer o mundo em seu trenó entregando bilhões de presentes.

Pode parecer engraçado, mas a típica história que todos nós ouvíamos quando éramos crianças pode ser explicada graças a uma curiosa teoria científica.

E é que distribuir bilhões de presentes em poucas horas é uma conquista que parece impossível em nosso mundo convencional, mas não em um governado pelas leis da física quântica.

O ‘mundo quântico’ do Papai Noel

Se o Papai Noel estivesse sujeito às leis do nosso mundo, ele precisaria viajar a velocidades inimagináveis e enfrentar forças extremas que o destruiriam a cada Natal.

No entanto, a física quântica oferece uma explicação alternativa de como ele poderia fazer sua viagem todos os anos sem problemas.

“Na mecânica quântica, o princípio da incerteza de Heisenberg nos diz que se conhecemos bem uma variável, não podemos conhecer exatamente a outra. Sabemos a que velocidade o Papai Noel viajará, mas não sua posição”, explica o doutor em Física Experimental de Altas Energias Daniel Tapia à BBC Mundo.

E adiciona: “isso pode ser possível se o Papai Noel for uma sobreposição de estados quânticos, ou seja, um conjunto de Papai Noéis distribuídos por todo o planeta”.

Assim, esse princípio, aplicável a partículas minúsculas como os fótons, sugere que uma entidade pode estar em vários estados simultaneamente.

Isso permitiria ao Papai Noel estar em vários lugares ao mesmo tempo, uma habilidade essencial para sua tarefa anual de entrega de presentes.

Mas, o que aconteceria se uma criança o visse entrando pela chaminé? "Sua posição exata seria conhecida, o que causaria um colapso do estado quântico e não seria possível distribuir mais presentes", indica o pesquisador.

Proteção quântica para o trenó

Além disso, físicos da Universidade de Chicago propõem que o Papai Noel poderia usar um escudo de íons unidos por um campo magnético para proteger seu trenó do efeito do ar em altas velocidades.

Isso permitiria que você se movesse rapidamente, o que, somado à capacidade de estar em dois lugares ao mesmo tempo, seria uma enorme vantagem para sua noite épica pelo mundo.

Cabe mencionar que estas teorias estão longe da realidade, pois não têm um valor científico real. De qualquer forma, esta é a época para acreditar na magia, então um pouco de ciência não faz mal ao caso.

Tags

Últimas Notícias


Nós recomendamos