Ciência e Tecnologia

A inteligência artificial revela como era o rosto de Jesus de Nazaré e deixa os religiosos impressionados

A aparência do messias é um dos debates mais intensos entre as diferentes vertentes do cristianismo

Historiadores, teólogos e religiosos das diferentes vertentes do cristianismo debatem qual é o verdadeiro rosto de Jesus de Nazaré. A aparência do messias tem sido representada pela Igreja Católica como um homem branco de olhos claros e cabelo castanho claro. No entanto, suas raízes, pais e a terra onde nasceu têm raças muito diferentes das imagens de como é mostrado.

É por isso que um usuário do Tiktok, chamado The IA Drawing, que se especializa em pedir coisas insólitas à inteligência artificial, conseguiu recriar o que seria o rosto de Jesus de Nazaré, causando um forte impacto na comunidade religiosa do mundo inteiro.

Os historiadores não podem afirmar com certeza como era o rosto de Jesus de Nazaré. Os evangelhos, os textos bíblicos que narram sua vida, não fornecem uma descrição física detalhada de sua aparência. Apenas mencionam que ele era um homem de cerca de 30 anos, de boa aparência e estatura média.

No entanto, especialistas podem fazer algumas inferências sobre a aparência de Jesus com base no contexto histórico e cultural de sua época. Jesus era um judeu do primeiro século, e os judeus daquela época tinham características físicas comuns na região do Oriente Médio. Portanto, é provável que o messias tivesse pele morena, cabelos escuros e olhos escuros.

Nos últimos anos, vários esforços foram feitos para reconstruir o rosto de Jesus usando técnicas científicas. Em 2002, uma equipe de pesquisadores da Universidade de Manchester usou uma combinação de tomografia computadorizada e modelagem por computador para criar uma imagem em 3D da cabeça de Jesus. A imagem mostrava um homem de cerca de 30 anos, com pele morena, cabelo escuro e olhos escuros.

Em 2020, uma equipe de pesquisadores da Universidade de Pádua utilizou uma técnica semelhante para criar uma nova imagem do rosto de Jesus. A imagem mostrava um homem com traços faciais mais suaves do que a imagem de 2002.

No entanto, essas imagens são apenas especulações. Não há provas definitivas de que elas reflitam a verdadeira aparência de Jesus. Seja qual for o resultado, esta é a versão da tecnologia, representada desta vez pela inteligência artificial.

Jesús
Tags

Últimas Notícias


Nós recomendamos