Social

Homem morre após ser baleado durante assalto: sua filha de 9 anos testemunhou o trágico incidente

A vítima chegou ao local para concretizar a compra de um trailer quando foi abordada por desconhecidos.

hombre muere baleado la pintana
Homem morre baleado em La Pintana no Chile

ANÚNCIO

Na noite desta terça-feira, um dramático incidente ocorreu na comuna de La Pintana no Chile, quando um homem perdeu a vida após ser vítima de um assalto que resultou em um disparo fatal. A vítima, um cidadão chileno, estava caminhando pela área com sua filha de apenas nove anos de idade. O incidente ocorreu no cruzamento das ruas General Bernardino Parada e José Edwards Bello.

ANÚNCIO

O subprefeito Rodrigo Rodríguez Trujillo, que atua como chefe interino da Brigada de Homicídios Sul, forneceu detalhes sobre o trágico incidente: “A vítima chegou a esta área com um membro da família menor de idade e foi abordada por um grupo indeterminado de indivíduos, que imediatamente começaram a disparar contra a vítima, ferindo-a gravemente, causando-lhe uma lesão fatal na perna esquerda, especificamente na coxa, e causando-lhe uma hemorragia, o que resultou em sua morte no local”.

O motivo por trás do ataque foi posteriormente revelado, indicando que a vítima tinha sido enganada com a falsa promessa de uma venda de um trailer. Com o dinheiro em mãos para concretizar a compra, o homem foi com sua filha para o local combinado, apenas para se deparar com a violência dos criminosos que o esperavam.

Apesar dos esforços de um paramédico que passava pela área e prestou assistência imediata, a gravidade do ferimento resultou fatal.

Presumivelmente, e de acordo com testemunhas, não há uma casa móvel na área, então a suposta venda teria sido uma fraude para atrair a vítima e assaltá-la.

A filha da vítima, felizmente, conseguiu escapar ilesa da agressão graças à intervenção de uma vizinha. Depois de testemunhar horrorizada o ataque contra seu pai, a menina correu pelas ruas em busca de ajuda, clamando por socorro. Foi então que uma vizinha, que estava abrigada após os disparos, veio em seu auxílio.

“Eu ajudei a menina. Eu estava indo comprar pão quando a vi e ela dizia ‘papai, papai!’, e eu disse a ela que seu pai estava bem e a levei correndo para casa, eu não sabia o que fazer, peguei ela pela mão e a levei correndo. Eu disse ‘querida, eu vou te acompanhar’ e pedi ajuda”, relatou a mulher.

No local do crime, a Seção de Investigações Policiais (SIP) da Carabineros, em colaboração com a Brigada de Homicídios da Polícia de Investigação (PDI), continuam a realizar perícias de evidências balísticas, bem como amostras hematológicas.

ANÚNCIO

Recomendado:

Tags


Últimas Notícias