Procon-SP e Polícia Civil vão reforçar fiscalização contra preços abusivos de botijões de gás

Por Metro World News

Em coletiva nesta quarta-feira (1º), o governo estadual anunciou novas medidas no combate ao coronavírus em São Paulo. Entre elas se destaca uma força-tarefa do Procon-SP com o Dope (Departamento de Operações Policiais Estratégicas), da Polícia Civil, para fiscalizar e punir a prática de preços abusivos de botijões de gás.

Os órgãos vão atuar em conjunto para identificar vendedores que estão se aproveitando da pandemia para cobrar valores acima da média. Segundo o diretor geral do Procon-SP, Fernando Capez, foram feitos flagrantes de botijões de gás sendo vendidos a até R$ 130. “Não há risco de desabastecimento de botijões de gás. Não há nenhuma justificativa para que as pessoas se aglomerem nos pontos de venda e paguem mais caro”, afirmou.

Caso o consumidor flagre um caso de preço abusivo do produto, a orientação do governo estadual é denunciar pelo site, aplicativo ou redes sociais do Procon-SP. Desde o início da quarentena em São Paulo, no dia 24 de março, já foram registradas mais de 120 denúncias.

Veja também:
Caixa começa a pagar saque-aniversário do FGTS
Trabalhadores de áreas essenciais terão direito a creches especiais em São Paulo

Loading...
Revisa el siguiente artículo