Social

‘Homem mais bonito da Itália’ abandona a vida de modelo para se tornar padre

Também reconheceu que tinha medo dessas mudanças, mas acreditava que tinha tomado a decisão certa.

Trata-se do “homem mais bonito do mundo”, cujo nome foi cunhado em 2019. Ele decidiu renunciar à sua carreira como modelo e ao mundo do espetáculo para dedicar sua vida à religião católica. Segundo informou a agência ANSA, ele decidiu se tornar padre.

Em 2019, aos 17 anos de idade, Edoardo Santini, ex-campeão de natação, foi reconhecido como "o homem mais bonito da Itália" em um renomado concurso de beleza, organizado pelo grupo de moda ABE, que lhe concedeu o título e permitiu que ele começasse a trabalhar como modelo.

Depois do concurso, durante vários anos, Santini estudou artes dramáticas e aprendeu a dançar para tornar realidade o sonho de se tornar uma estrela de televisão ou dos palcos mundiais.

Publicidad

No entanto, ele conheceu a vida sacerdotal no ano passado ao conviver com dois religiosos, o que ele descreveu como a melhor experiência de sua vida.

Foi assim que decidiu estudar teologia. De acordo com meios locais, recentemente ingressou em um seminário localizado nos arredores de Florença e decidiu "abandonar o trabalho como modelo, a atuação e a dança".

Além disso, ele detalhou: "Não abandonarei todas as minhas paixões; simplesmente as viverei de outra maneira, oferecendo-as a Deus". Também acrescentou que conseguiu se comunicar com jovens que lhe deram "força para investigar essa questão" que carrega consigo desde pequeno.

Siga-nos noGoogle News

Conteúdo patrocinado

Últimas Notícias