Social

Luz em espiral aparece no céu da Nova Zelândia e gera especulações sobre invasão alienígena

Professor de física deu explicação sobre fenômeno e disse que foi causado por passagem de foguetes

Um fenômeno que foi visto no céu da Nova Zelândia no último domingo (19) chamou a atenção de astrônomos e das redes sociais. Uma nuvem de gás em formato de espiral podia ser vista na Ilha Sul e deixou muita gente curiosa. Alguns internautas especularam que poderia de tratar de uma invasão alienígena.

Alasdair Burns, proprietário de uma empresa de observação de estrelas, descreveu o fenômeno como a coisa mais estranha que ele já tinha visto no céu noturno e classificou o fenômeno como “assustador”.

“Foi absolutamente estranho. Era como uma enorme espiral. E muito, muito lentamente, movendo-se serenamente para o norte através do céu noturno e depois se dissipando”, disse ele ao “The Guardian”.

Nas redes sociais, muitas pessoas passaram a replicar imagens da espiral e falavam sobre uma suposta invasão alienígena. “Aliens de novo”, escreveu um internauta. “Gosto da ideia de que alguns alienígenas abriram um portal para enviar um relatório de volta. Não, não se incomode”, comentou outra.

Porém, Richard Easther, professor de física da Universidade de Auckland, deu uma explicação mais simples para o fenômeno:

“São ‘nuvens’ criadas por plumas de escape de foguetes, que teriam sido iluminadas pelo sol...É semelhante ao efeito que você às vezes vê ao pôr do sol quando o sol poente ilumina a parte inferior das nuvens altas”, explicou ao “The Sun”.

“Quando o propelente é ejetado pelas costas, você tem algo formado essencialmente por água e dióxido de carbono, o que forma brevemente uma nuvem no espaço que é iluminada pelo sol”, disse ele.

“A geometria da órbita do satélite e também a maneira como estamos em relação ao sol auxilia na visibilidade dessas nuvens malucas, como a vista na Ilha Sul”, completou o professor.

A New Plymouth Astronomical Society foi questionada sobre o ocorrido e concordou que os lançamentos do Globalstar 2 FM15, feito pela SpaceX, causou o efeito visto no céu, já que provavelmente ele teria passado pela Nova Zelândia.

LEIA TAMBÉM:

Criança é ameaçada por vizinho enquanto brincava na calçada de sua casa

Tags

Últimas Notícias


Nós recomendamos