Social

Homem morre após beber champagne de R$ 3 mil misturado com ecstasy

Caso aconteceu em um restaurante em Weiden, na Alemanha, na noite de sábado

Homem morre após tomar champagne adulterado

Um homem morreu e oito pessoas foram internadas após beberem um champagne misturado com ecstasy na Alemanha. A garrafa da bebida custa 430 libras - ou R$ 3.007,83, na conversão.

O caso aconteceu em um restaurante em Weiden, no Estado da Baviera, na noite de sábado (12). Um grupo de amigos se reuniu para celebrar a participação de um deles em um reality show de relacionamentos. Para a comemorar, eles pediram uma garrafa de três litros da marca Moët & Chandon.

Após ingerirem a bebida, todos os convidados começaram a apresentar sintomas extremos de envenenamento, como convulsões e espuma na boca, conforme revelou o Bild.

LEIA TAMBÉM:

A vítima fatal foi identificada como Harald Georg Z, de 52 anos de idade. Ela morreu pouco depois de ser hospitalizada. O resultado das análises toxicológica e química feitas após o falecimento ainda não foram divulgadas.

Relatórios policiais sugeriram que a garrafa continha 1.000 vezes a dose “normal” de ecstasy.

Suspeita

Segundo o promotor do caso, suspeita-se que tenha ocorrido um homicídio por negligência e que o envenenamento não tenha sido um ataque direcionado ao grupo de amigos.

Ainda de acordo com o promotor, é bem possível se abrir uma garrafa, enchê-la com a droga e fechá-la novamente sem que se perceba a adulteração.

A investigação tenta descobrir agora onde ou por quem a garrafa foi manipulada. Acredita-se que a troca do produto tenha ocorrido há bastante tempo.

Um gerente de restaurante afirmou a um jornal local que a garrafa foi aberta e desarrolhada na frente dos convidados à mesa.

Vale destacar que o valor estimado de três litros de ecstasy líquido, chamado MDMA, gira em torno de 360 mil euros, o que, na conversão, representa R$ 2 milhões.

RECOMENDAMOS:

Tags

Últimas Notícias


Nós recomendamos