Social

Descubra o motivo pelo qual ela se recusa a chamar seu chefe pelo nome verdadeiro

Uma mulher foi denunciada ao RH da empresa em que trabalha por não chamar seu chefe pelo nome correto, descubra os motivos que a levaram a isso.

Uma mulher procurou a internet para desabafar depois de ter sido denunciada ao RH da empresa por não chamar as pessoas pelo nome correto.

Conforme a publicação feita pelo The Mirror, a mulher compartilhou com outros usuários a forma como chegou a situação atual.

“Eu tenho o tipo de nome que tem várias versões abreviadas comuns. Pense em Samantha, Sammy, Sam. Em toda minha vida as pessoas insistiram em encurtar meu nome contra minha vontade. Eu só me apresento como ‘Samantha’, assino todos meus e-mails dessa forma e insisto que prefiro desta forma quando me perguntam”, explica a mulher.

Segundo ela, as versões abreviadas não tem qualquer tipo de conexão com sua personalidade, sendo que “Sammy é muito jovem” e “Sam” a recorda de um colega de trabalho indesejado.

No entanto, para sua decepção, os colegas de trabalho insistem em seguir abreviando seu nome. “Só consegui convencer uma pessoa, que entendeu o recado depois que comecei a chamá-lo de Jonathan em vez de Jon”.

Ela conseguiu entrar em um empasse com seu chefe

Recentemente a mulher teve uma briga com seu chefe, que insiste em chamá-la de Sam apesar de suas tentativas de corrigi-lo.

Para “se vingar”, ela decidiu optar por uma tática simples. “O nome dele é Richard, então o chamo casualmente de Dick durante toda semana. É uma versão abreviada válida de seu nome. E quando ele se opôs, eu o lembrei de que sou Samantha e não Sam”.

Ao invés de conseguir convencê-lo a chamá-la pelo nome, ela conseguiu uma reunião com o RH.

Diante da história da mulher, outros usuários do Reddit comentaram sua publicação e a aconselharam a se manter firme em sua decisão.

Confira também:

“Seja concisa com sua história para o RH. Pergunte o motivo pelo qual ele pode encurtar seu nome, mas você não pode encurtar o dele”, disse um usuário.

No entanto, outras pessoas discordaram de sua postura: “Eu tenho um problema semelhante com pessoas encurtando meu nome, mas eu nunca chamaria meu chefe de “Dick”, não importa se é ou não um apelido válido. Escolher uma versão do nome dele relacionada a um insulto foi deliberadamente provocativo”, comentou outro usuário.

Tags

Últimas Notícias


Nós recomendamos