Social

Tempestade provoca invasão de escorpiões em cidade; ao menos três vítimas fatais foram registradas

Com a rara tempestade, cobras e escorpiões buscaram abrigo na área urbana da cidade e preocuparam os moradores.

Representação

Uma onde de tempestades raríssima atingiu uma das regiões mais áridas do Egito e provocou o caos entre os moradores. Com a chuva intensa, chegando até a queda de granizo, a cidade de Aswan foi invadida por cobras e escorpiões nas ruas e em casas. Os animais deixaram seu habitat natural em busca de abrigo na região urbana da cidade.

Conforme notícia publicada no portal de meteorologia Metsul, foram registrados mais de 500 casos de picadas de escorpiões na cidade.

As informações foram disponibilizadas pelo governo do local após uma inesperada onda de tempestades que atinge uma das regiões mais áridas do Egito.

Além dos dados disponibilizados pelo Ministério da Saúde do Egito, o jornal egípcio Al-Ahram e outras redes de notícias confirmaram a morte de três pessoas em decorrência de picadas de escorpião.

Cobras e escorpiões invadiram a área urbana em busca de abrigo

Com as intensas tempestades de poeira e as fortes chuvas, árvores e diversas construções desabaram em pontos da cidade de Aswan. Sinais de televisão, internet e telefone foram interrompidos e partes da cidade ficaram sem luz.

Conforme Mahmoud Shaheen, diretor do Centro de Análise e Previsões do Tempo da Autoridade Meteorológica Egípcia, a causa das tempestades incomuns para a região foram as “mudanças climáticas”.

Para ele, estas mudanças foram responsáveis por “fenômenos estremos e violentos” em regiões do país onde o clima normal é de seca ao longo de todo o ano.

Confira também:

Moradores da cidade declararam ao jornal Mada Masr a invasão de escorpiões e cobras na região. Eles temem o aumento dos casos a medida que a água da chuva continua causando inundações no local.

Diante da situação, a população reivindica mais soros para picada de cobras e escorpiões para que a demanda dos casos seja atendida. O porta-voz do Ministério da Saúde, Khaled Megahed, afirmou que mais de 3.000 doses de soro foram distribuídas em hospitais e unidades de saúde da região afetada.

Tags

Últimas Notícias


Nós recomendamos