Social

Casal é condenado por deixar bebê morrer de fome porque ela era muito pequena para ajudar na fazenda

Um pai foi condenado após deixar seu bebê de 10 meses morrer de fome porque ela era muito pequena para ajudar na fazenda da família

Um pai foi condenado após deixar seu bebê de 10 meses morrer de fome porque ela era muito pequena para ajudar na fazenda da família. A mãe enfrenta a mesma acusação e será julgada no próximo mês. Eles podem ser condenados à prisão perpétua.

De acordo com o Metro UK, Seth Welch, de 28 e Tatiana Fusari, de 29 anos, viram a filha Mary, de apenas 10 meses, morrer em agosto de 2018. Os dois não acreditavam, em médicos por causa de sua fé cristã e não pediram ajuda para socorrer a criança.

Os jurados em Grand Rapids, nos Estados unidos, levaram apenas 80 minutos para condenar Welch depois de ver uma foto impactante do cadáver do bebê. Ele será condenado à prisão perpétua sem liberdade condicional em março.

A promotora Kim Richardson ficou emocionada quando uma foto da bebê foi mostrada. Mary, que nasceu saudável, morreu tão pequena que um macacão para um bebê recém-nascido ficou grande para ela.

O repórter da WOODTV, Barton Dieters, disse que Mary estava tão debilitada pela falta de comida que não conseguia chorar.

Confira também:

  1. Aposentado tem ‘ataque cardíaco’ após confusão em sua casa
  2. Irmãos são acusados de matar irmão mais novo devido a disputa familiar
  3. Morador de rua confessa assassinato para não ter que dormir nas ruas
  4. Jovem que promoveu massacre em escola é julgado e sentenciado a 1200 anos de prisão

A jovem estava digerindo sua própria massa muscular, e seus ossos estavam debilitados de cálcio no momento de sua morte.

Os outros dois filhos do casal também foram encontrados em condições precárias e o pai alegou que Mary morreu após uma «seleção natural», pois era muito fraca para se defender sozinha.

Tags

Últimas Notícias


Nós recomendamos