logo
Social
/ Reprodução / Reprodução
Social 05/09/2021

Descoberta ‘baleia’ com quatro patas: temido predador chamado pelos egípcios de ‘deus da morte’

Por : Metro World News

Impacto causado no mundo científico pela descoberta de fósseis de uma baleia que tinha quatro patas. Uma espécie-chave na transição dos cetáceos.

É um predador semi-aquático formidável que dominou áreas do Egito há 43 milhões de anos, como detalhado pelo site Publimetro.

Seu tamanho tinha cerca de 3 metros de comprimento e pesava 600 quilos. Além das quatro patas, que lhe permitiam caçar com agilidade tanto na água quanto na terra, sua principal característica era uma mandíbula poderosa.

De acordo com o estudo publicado na revista científica Proceedings of the Royal Society B: Biological Sciences, era um predador poderoso.

‘Deus da morte’ – baleia com quatro patas

Tamanha era sua ferocidade, que os pesquisadores o batizaram de Phiomicetus anubis, em relação a Anúbis, o deus da morte dos antigos egípcios.

De acordo com o pesquisador líder Abdullah Gohar, “era um predador ativo e bem-sucedido. Acho que era o deus da morte para a maioria dos animais que viviam ao lado. Nós descobrimos como (suas) mandíbulas ferozes, mortais e poderosas eram capazes de rasgar uma grande variedade de presas”.

Esta espécie é apontada como peça chave no processo evolutivo dos cetáceos, uma vez que começaram na terra e acabaram como os conhecemos agora. 

Os fósseis foram encontrados na depressão de Fayoum, no Egito, que há 43 milhões de anos fazia parte do oceano.

LEIA TAMBÉM: