logo
Social
Christopher Halliwell pode estar ligado a outros 27 crimes / Twitter @jonkay01Christopher Halliwell pode estar ligado a outros 27 crimes / Twitter @jonkay01
Social 03/09/2021

Assassino condenado pela morte de duas mulheres pode ter ligação com outros 27 crimes em aberto

Autores estão convencidos de que o homem teve como alvo dezenas de mulheres em todo Reino Unido ao longo de 20 anos.

Christopher Halliwell cumpre prisão perpétua pela morte de duas jovens que foram sequestradas após saírem de boates na região de Swindon. Para o ex-policial Chris Clark e para o escritor policial Bethan Trueman, Halliwell é na verdade responsável por um número bem maior de assassinatos. Eles explicaram os motivos em um livro.

Segundo o The Mirror, as alegações foram feitas pelos autores do livro The New Millennium Serial Killer.  Eles têm plena certeza de que Halliwell atacou dezenas de mulheres em todo Reino Unido ao longo de 20 anos e alegam que o homem teria jogado os corpos nus, e muitas vezes mutilados, em locais próximos a córregos e rios. O assassino também teria guardado roupas das vítimas como troféus.

Depois que Halliwell guiou os policiais até o corpo de Sian, em 2011, foi descoberto um acervo com mais de 60 itens de roupas femininas enterrados próximos ao local.

Dentre as peças, somente duas foram identificadas: um cardigã que pertencia a Becky e uma bota de salto alto utilizada por Sian antes de ser sequestrada.

Halliwel também teria feito alguns esboços apontando áreas que poderiam ter os corpos de outras mulheres. As imagens ainda não foram divulgadas pela polícia.

No momento, as equipes policiais acreditam que o homem pode estar ligado ao desaparecimento da chef de cozinha Claudia Lawrence. Por este motivo, buscas pela mulher estão sendo realizadas em dois lagos e bosques específicos da região.

Assassino misterioso teria cometido outros crimes

Com o andar da investigação, acredita-se que ele possa estar por trás de uma série de assassinatos cometidos pelo ‘Estripador de East Lancs’. Um misterioso assassino que matou e mutilou três mulheres de forma brutal e nunca foi capturado.

Conforme a linha de investigação traçada no livro, Halliwell também pode estar ligado ao desaparecimento de três mulheres em Wiltshire, sua cidade natal.

Segundo Chris Clark, os autores do livro estão investigando 27 assassinatos que podem, de alguma forma, ter conexão com Halliwell.  Segunto Steve Fulcher, um policial aposentado que ajudou na prisão de Halliwell, “Há evidências esmagadoras apontando para que ele seja responsável por muitas outras vítimas, além dos assassinatos pelos quais foi condenado”.

Confira também:

Para os autores, o dia 19 de março é uma data significativa para Halliwell e pode estar conectada aos crimes. Muitas das suas potenciais vitimas desapareceram nesta data. Além disso, todos os crimes citados apresentam semelhanças com a forma com que Halliwell cometia os assassinatos.

Entre os casos abordados no livro, chama atenção o de Michaela Hague, de 25 anos, esfaqueada após entrar em um Ford Sierra azul. Ela foi encontrada, ainda com vida, por um policial e conseguiu descrever seu agressor. A descrição feita por ela tem uma grande semelhança com Halliwell.