logo
Social
Representação / Imagem Freepik - kjpargeterRepresentação / Imagem Freepik - kjpargeter
Social 30/07/2021

‘Estrangulador de Suffolk’ é acusado por um novo crime

Enquanto cumpre pena por outros 5 assassinatos, Steve Wright foi acusado pela morte de Victoria Hall, em 1999.

Steve Wright, conhecido como o Estrangulador de Suffolk, cumpre prisão perpétua pelo assassinato de cinco mulheres. Nesta semana, conforme informa o Daily Mail, ele recebeu uma nova acusação. Wright foi acusado pelo assassinato não resolvido de Victoria Hall, aos 17 anos de idade. A jovem foi estrangulada e seu corpo nu foi jogado em uma vala.

As investigações sobre a morte de Victoria foram reabertas após a polícia receber novas informações consideradas significativas para o caso. Um empresário que dirigia um Porsche foi inocentado do assassinato de Victória em novembro de 2001, após um julgamento que se estendeu por 2 semanas.

Victoria Hall deixou sua casa em Faulkners Way, às 21 horas do dia 18 de setembro de 1999, para encontrar amigos na boate Bandbox, em Felixstowe. Ela e sua melhor amiga, Gemma Algar, saíram da boate à 1 da manhã e pararam no restaurante Bodrum Grill.

As amigas voltaram caminhando pela Trimley High Road em direção a suas casas e se separaram em um cruzamento por volta das 2 horas.  Algum tempo depois, Gemma escutou gritos que acreditou serem uma brincadeira. Pela manhã, os pais de Victoria relataram o desaparecimento da filha.

Buscas por Victoria e um corpo localizado

As buscas por Victoria começaram no mesmo dia em que seu desaparecimento foi reportado, porém seu corpo foi encontrado somente alguns dias depois. Em 24 de setembro um passeador de cães encontrou o corpo da jovem foi encontrado, completamente sem roupas, em uma vala cheia de água. Exames revelaram que ela não sofreu violência sexual.

 Após localizarem o corpo, Adrian Bradshaw foi acusado pelo assassinato, após uma das maiores investigações conduzidas na época. O homem, de 27 anos, tinha passado parte da noite na mesma boate que Victoria além de ter sido deixado por um táxi apenas a alguns metros de onde a jovem desapareceu.

Confira também:

Testemunhas alegaram terem ouvido gritos horríveis seguidos pelo barulho de um escapamento, que os promotores alegaram ser do Porsche 944 de Bradshaw. A promotoria também alegou que as amostras de solo recuperadas em seu carro eram parcialmente compatíveis com as amostras do local onde o corpo da jovem foi localizado.

As evidências foram postas a prova quando um geólogo contratado pela defesa do acusado comprovou que a amostra poderia ter vindo de outro lugar em East Anglia. Com os resultados da análise, os jurados inocentaram Bradshaw.

O Estrangulador de Suffolk e o caso Hall

Um comunicado recente da polícia de Suffolk informou que a investigação do assassinato da jovem foi retomada e após 20 anos do caso, uma prisão foi realizada. “Em setembro de 2019, a Polícia de Suffolk revelou que o caso, conhecido como Operação Avon, foi reaberto e está sendo investigado por uma nova equipe de detetives, após o recebimento de novas informações”.

O comunicado continua informando que o trabalho, realizado nos dois últimos anos, levaram a acusação de um homem que anteriormente não fora ligado ao caso. Trata-se de Steve Wright, que cumpre prisão perpétua por outros 5 assassinatos cometidos nesta mesma região.

Os pais de Victoria foram informados sobre a existência das novas pistas, “Foi uma surpresa completa. Estou muito confiante de que esta nova equipe irá persegui-lo até o fim. Tem sido muito positivo nos últimos meses”, afirma o pai da jovem.