logo
Ponte de aço impressa em 3D foi aberta ao público. / YouTube -Shunsuke OsawaPonte de aço impressa em 3D foi aberta ao público. / YouTube -Shunsuke Osawa
Social 19/07/2021

Passarela de aço impressa em 3D é inaugurada no Red Light District em Amsterdã

A peça servirá como um laboratório vivo para testar o comportamento de estruturas metálicas impressas.

Com 12 metros de comprimento, a primeira passarela de aço impressa em 3D do mundo foi instalada em Amsterdã. Criada pela empresa holandesa MX3D, a ponte foi instalada sobre o canal Oudezijds Achterburgwal, localizado no famoso Red Light District.

Ao todo, foram necessários mais de 4 anos para construção da ponte, que possui formato de ‘S’ e será a primeira ponte impressa a receber tráfego de pedestres. Conforme notícia do Daily Mail, pesquisadores da Imperial College London estão envolvidos na avaliação do desempenho da ponte.

Para isso, ela conta com diversos sensores que avaliam o comportamento dos pedestres conforme ela é percorrida. Os dados permitiram que um estudo sobre sua vida útil seja realizado. Será possível saber se o aço impresso cede durante as pisadas, quantas pessoas simultâneas estão sobre a ponte, entre outros.

Primeira estrutura funcional Impressa em 3D

“Uma estrutura de metal impressa em 3D grande e forte o suficiente para lidar com o tráfego de pedestres nunca foi construída antes”, afirmou o Professor Leroy Gardner, do Departamento de Engenharia Civil e Ambiental da Imperial College. “Testamos e simulamos a estrutura e seus componentes durante todo o processo de impressão e após sua conclusão, é fantástico vê-la finalmente aberta ao público”.

Confira também:

Os dados captados pelos sensores ao longo da ponte são replicados para uma versão digital da ponte. Essa réplica vai permitir a comparação entre os modelos e ajudar a esclarecer dúvidas sobre a adequação do aço impresso em 3D, auxiliando no desenvolvimento de projetos futuros.

A impressão 3D usa um software para criar um desenvolvimento em três dimensões que será impresso por um robô. Eles realizam a impressão do aço que depois é soldado camada por camada. Para construir esta ponte, foram necessárias 4,5 toneladas de aço inoxidável. Ao todo, foram quatro peças principais mais quatro ‘redemoinhos de canto’. Depois da impressão, as peças foram soldadas a mão.

Para a MX3D, empresa responsável pelo projeto, a ponte é mais que um objeto funcional. Ela é uma instalação de arte e celebração da evolução tecnológica. Nos quatro anos de seu desenvolvimento foram feitos diversos testes e estudos sobre a estrutura, modelagem e peso suportado pela ponte. Estas pesquisas podem ser visualizadas no Journal of Constructional Steel Research, Materials & Design e na Engineering Structures.