logo
Social
Nostradamus / Imagem de Gordon Johnson por PixabayNostradamus / Imagem de Gordon Johnson por Pixabay
Social 07/07/2021

Previsões alarmantes para 2021

Da queda de Trump a pandemia de COVID-19, confira as previsões de Nostradamus.

Mesmo após 455 de sua morte, Nostradamus continua famoso por suas previsões sombrias. Nascido na França, em 1503, ele foi capaz de captar mensagens cósmicas e traduzi-las em textos que compõe seus escritos sobre o futuro da humanidade. Suas previsões envolveram desde a própria morte até a perda da reeleição do ex-presidente Norte Americano Donald Trump.

Por ser de uma época em que falar e estudar sobre o futuro era um grande tabu, os escritos de Nostradamus possuem uma linguagem enigmática que foi decifrada por poucos estudiosos e entusiastas do assunto.

Confira também:

Conforme noticiado pela Rádio Mitre, uma de suas previsões envolve o ano de 2021, o qual ele afirma que será um ano onde uma fome e um meteorito tomarão conta de nossa sociedade: “No céu você vê fogo e um longo rastro de faíscas”.  No entanto, outra previsão sobre este ano já pode estar acontecendo.

“Poucos jovens: meio mortos para começar / Pais e mães mortos de dor infinita / Mulheres de luto, a pestilência monstruosa”. É neste trecho que, para alguns, encontra-se a previsão da pandemia de COVID-19, enquanto isso outros ainda acreditam trata-se de um apocalipse zumbi que está para ocorrer.

Previsões ou coincidências?

Apesar de poderem ser somente coincidências, vários eventos ocorridos ao longo dos anos batem com as previsões feitas por Nostradamus séculos antes. O nascimento de Napoleão Bonaparte e as mortes de Maria Antonieta e Luís XVI são somente alguns dos exemplos, mas não se comparam ao anúncio de sua própria morte.

Os escritos sobre este acontecimento relatam: “Nada mais servirá. / Vou ao encontro de Deus. / Parentes próximos, amigos, irmãos de sangue completamente mortos perto da cama e do banco”. O mais alarmante, no entanto, foi quando seu corpo foi exumado, por volta de 1700 que encontraram dentro da tumba uma placa de metal contendo o número 1700.