logo
/ Reprodução / Divulgação / Reprodução / Divulgação
Social 06/07/2021

Carta encontrada com corpo de Lázaro Barbosa revela nome de comparsa

Criminoso foi morto em 28 de junho de 2021.

As investigações do Caso Lázaro Barbosa, acusado de assassinar uma família inteira em Ceilândia, no Distrito Federal, continua. Esta semana, uma carta foi identificada junto ao seu corpo após a troca de tiros com a polícia que causou sua morte.

De acordo com a Band, em uma folha de papel escrita à mão, Lázaro prometia R$ 500 para que uma pessoa, identificada por ele como Gil, pegasse munições em um local em que ele estaria escondido antes.

“Confronto com eles e estou zerado de munição. Cara, por favor, arruma munição de 38 e 280 para mim. Eu tenho 35 munições de 380 lá naquele barraco que eu estava com você. Pega para mim. Vou te adiantar R$ 500 por esse corre. Não me deixa na mão. Se for me ajudar vem pegar a grana, senão rasga”, foi escrito.

Confira mais:

A investigação da polícia aponta que Elmi Caetano, fazendeiro preso sob suspeita de ajudar o criminoso na fuga, pode ter sido o mandante da chacina que vitimou Cláudio Vidal e os dois filhos, Gustavo e Carlos Eduardo, e a empresária Cleonice Marques de Andrade, estuprada e encontrada morta no dia 12 de junho.

Uma mensagem de voz encontrada no celular do fazendeiro indica que o criminoso usou a fazenda como esconderijo. A gravação dizia que Lázaro dormia no barraco onde sua mae morou na época em que trabalhou com Elmi.

Mais crimes sexuais associados a Lázaro

serial
Reprodução / Instagram / Divulgação

Adriana Ramos, delegada de atendimento à mulher, revelou que um exame genético comprovou que Lázaro foi o autor de um estupro no mês de abril contra uma mulher de 39 anos. A vítima foi obrigada a entrar na mata, onde ocorreu a violência, depois que teve a casa invadida e o marido e  filho trancados em um cômodo.