logo
Social
/ Reprodução - YouTube / Reprodução - YouTube
Social 20/04/2021

Momento desesperador: Vídeo mostra criança sendo ‘engolida’ por esteira de corrida; veja

Momento desesperador: Vídeo mostra criança sendo ‘engolida’ por esteira de corrida; veja

Divulgado recentemente pelo U.S. Consumer Product Safety Commission (Comissão de Segurança de Produtos de Consumo dos Estados Unidos, em português), um vídeo registra um momento desesperador vivido por uma criança. Compartilhado como forma de alerta, a gravação mostra um menino sendo “engolido” por uma esteira de corrida.

No vídeo, é possível ver como tudo acontece. Confira abaixo um resumo:

  • No início da gravação, pode-se ver que uma menina está em cima da esteira, caminhando de costas, enquanto a outra criança se aproxima com um objeto nas mãos e acaba preso;
  • Desesperada com a situação, a pequena sai correndo desesperada, possivelmente na busca por um adulto;
  • A situação fica ainda mais tensa, quando o garoto, cuja identidade não foi revelada, começa a ser “engolido” pela máquina de exercícios físicos;
  • Por fim, alguns segundos depois, aparentemente a esteira apresenta uma  falha, o que possibilita que o menino escape.

Veja também mais um vídeo:

Outros casos com a esteira foram registrados

De acordo com detalhes compartilhados pelo Metro UK, incidentes semelhantes foram registrados com outras crianças e também animais que sofreram algum dano com a esteira.

Em sua página, o CPSC emitiu um alerta para que as pessoas deixem de utilizar o produto. Diante disso, através de uma manifestação à imprensa, o Peloton, de Nova York, que é responsável pela esteira, classificou a mensagem do U.S. Consumer Product Safety Commission como “imprecisa e enganosa”. 

Por fim, John Foley, que é CEO do Peloton, disse: “Estamos cientes de apenas um pequeno punhado de incidentes envolvendo o Tread + em que crianças foram feridas”. Ele ainda acrescentou: “Cada um é devastador para todos nós em Peloton, e nossos corações estão com as famílias envolvidas”.

Atenção! Vamos compartilhar abaixo o vídeo divulgado no YouTube, porém alertamos que as imagens podem ser perturbadoras. (Caso não consiga visualizá-la, acesse o link).

O que acha de conferir mais uma notícia?