Pavão que havia se tornado símbolo de esperança na pandemia é morto por raposas

Por Brenno Quadros

O pavão que havia se tornado um símbolo de esperança na pandemia da Covid-19 foi morto por raposas.

Segundo o Daily Mail, a primeira aparição da ave foi na escola primária Yardley, em Londres (Inglaterra), no auge da segunda onda da Covid-19. De acordo com os alunos da instituição, ‘Kevin’ – como foi nomeado – interrompeu um teste de ortografia batendo com o bico repetidas vezes na porta da sala de aula.

VEJA MAIS:

Em um e-mail endereçado aos pais dos alunos, o diretor Chris Evans comunicou que o mascote 'adotado' havia sido morto por raposas durante o fim de semana. Seus restos mortais foram encontrados pelo zelador da escola, que havia desenvolvido um vínculo estreito com o animal, a quem alimentava com sementes e frutas.

Os pais, devastados com a notícia, tiveram a difícil tarefa de explicar aos filhos que Kevin não estaria mais lá para recebê-los na escola quando eles retornassem às aulas. Na ocasião da sua aparição, Rob e Zoe Warner, pais de Mia, de 4 anos, e Leo, de 8, declararam: “Ele nos adotou. O pavão pandêmico que pousou para iluminar nossos dias sombrios.”

Loading...
Revisa el siguiente artículo