Adolescente de 13 anos finge ter sido sequestrado e viaja 637 km para "conhecer uma garota"

Por Brenno Quadros

Meses atrás, o espanhol Darek Catalán, de 13 anos, conheceu uma jovem madrilenha através de um jogo online e expressou a seus pais o desejo de conhecê-la pessoalmente. Eles prometeram que o fariam assim que a pandemia acabasse e fosse possível deixar a cidade onde vivem (Puerto Real, na Espanha).

Entretanto, o chamado de amor foi mais forte que o bom senso: Darek aproveitou um momento em que seus pais saíram para fazer compras e fugiu de casa. Segundo o Strambotic, o adolescente levou as roupas do corpo e mil euros (que, de acordo com ele, seriam usados apenas em caso de emergência).

2 Reprodução / Strambotic

 

VEJA MAIS:

Preocupada, a família começou a se mobilizar nas redes sociais, publicando sua foto com o aviso de ‘desaparecido’. Moradores de Puerto Real também saíram às ruas exibindo cartazes com o seu rosto. No entanto, 30 horas após o seu desaparecimento, Darek foi encontrado – com saúde – em Madrid, que fica a 637 km de sua cidade, ficando sob a custódia da polícia local até a chegada de seus pais.

Para encontrá-lo, o rastreamento de seu telefone celular foi fundamental. Durante esses quase dois dias de ausência, ele deixou uma mensagem em um grupo de Whatsapp dizendo que havia sido sequestrado e pedia um resgate.

Loading...
Revisa el siguiente artículo