logo
/ Reprodução
Social 28/10/2020

Cards da primeira edição do Pokémon que seriam vendidos por R$ 2,15 milhões eram falsos

O Youtuber Chris Camillo esperava fechar um negócio milionário com a compra da primeira edição completa dos cards do jogo Pokémon, em uma transação que custaria a ele R$ 2,15 milhões.

O negócio era tão grande que ele resolveu transmitir ao vivo por seu canal YouTube Dumb Money, nesta terça-feira, com direito a maleta cheia de dinheiro vivo e especialistas para acompanharem o desfecho da transação.

Mas quando a caixa lacrada com os pacotes de cards começou a ser aberta, aficionados em Pokémon que estavam presentes viram algumas coisas que chamaram a atenção, como alterações na cor e figuras que não eram da primeira edição. Eram falsos.

“Esta é uma caixa lacrada! Isso é inaceitável”, disse um deles.

Como o acordo era checar a caixa antes de entregar o dinheiro, que o vendedor exigiu em espécie, Camillo evitou tomar um golpe milionário.

O fenômeno Pokémon surgiu no final dos anos 90, com série de desenhos animados e cartões colecionáveis usados para as crianças ‘jogarem’ e até hoje colecionadores de todo mundo negociam cards em transações que envolvem cifras milionárias. (Com Daily Mail)