logo
/ Reprodução / Daily Mail / Reprodução / Daily Mail
Social 27/10/2020

Risco de extradição: homem casado de 57 anos que hackeou webcams de 772 mulheres é alvo do FBI

Um inglês que invadiu centenas de webcams em todo o mundo para ver mulheres se despindo ou fazendo sexo está enfrentando um processo de extradição para os Estados Unidos depois que o FBI rastreou seu computador.

Da sua casa em Wigan, na Inglaterra, Christopher Taylor espionou 772 pessoas em 39 países diferentes entre 2012 e 2015. O homem de 57 anos induzia as vítimas a clicarem em um link de download de um software que lhe garantia acesso ilimitado às suas webcams.

O homem de 57 anos foi localizado pelo FBI após hackear o computador de uma estudante universitária nos Estados Unidos: o serviço de inteligência dos EUA rastreou o endereço IP de Taylor, que confessou ter invadido a privacidade de suas vítimas.

Segundo o Daily Mail, ele e sua esposa teriam afirmado a um juiz em Londres que tirariam a própria vida caso fosse extraditado para os Estados Unidos, onde poderia pegar até 20 anos de prisão.