logo
/ Reprodução
Social 30/09/2020

Guru espiritual é preso por crimes sexuais

O guru espiritual da Comunidade Afago, Pedro Ícaro de Medeiros, chamado por seus seguidores de ‘Ikky’, foi preso nesta terça-feira em Fortaleza acusado de abuso físico e crimes sexuais.

Duas adolescentes que frequentavam a comunidade fizeram a denúncia e contaram que ele se aproximou delas prometendo ‘a salvação’.

Medeiros ganhou as manchetes em julho, quando foi denunciado por abusos físicos e sexuais a membros da seita, que está sendo investigado em outro inquérito, onde pelo menos 50 pessoas afirmaram terem sofrido abusos do guru.

Na comunidade, o guru espiritual prometia cura para traumas de infância e utilizava rituais de iniciação considerados violentos e humilhantes. Os batizados eram feitos no chuveiro da casa dele e eram queimados com pedras quentes.

LEIA TAMBÉM:
Infestação de piolhos pode ter causado morte de garota de 12 anos

Neste caso, ele é investigado  por violação sexual mediante fraude, crime sexual para controlar o comportamento social ou sexual da vítima, charlatanismo e curandeirismo.

Na época, ele alegou ser vítima de calúnia e difamação e disse que as relações sexuais foram consentidas. (Com G1)