Foco

Suspeito pelo massacre de Chicago é um jovem de 22 anos

O rapaz efetuou os disparos do telhado de um prédio comercial usando um fuzil de alta potência

A polícia deteve um jovem de 22 anos, identificado como Roberto E. Crimo III como principal suspeito pelo ataque realizado em Chicago nesta segunda-feira, durante o desfile de 4 de julho. Segundo a imprensa americana, ele é morador de Chicago e costuma postar músicas de rap em suas redes sociais.

O suspeito efetuou os disparos do telhado de um prédio comercial usando um fuzil de alta potência. O ataque foi aleatório, ou seja, ela passou a atirar contra o público indiscriminadamente e a maioria das vítimas morreu na hora. Seis pessoas morreram e há pelo menos 36 pessoas feridas, entre elas quatro crianças.

Inicialmente, as pessoas acharam que se tratavam de fogos de artifício, mas quando viram sangue e pessoas caídas no chão, começou o pânico e uma corrida desesperada para fugir do local.

Mais de 100 policiais foram acionados para caçar o atirador e todos os bairros próximos a Highland Park foram cercados. O suspeito foi preso a 8 quilômetros do local do desfile, enquanto dirigia.

LEIA TAMBÉM: Modelo e sniper brasileira é mais uma vítima da guerra na Ucrânia; ‘Era uma heroína’, diz irmão

A polícia acredita que havia um único atirador. Os motivos para o ataque ainda são desconhecidos.

O presidente Joe Biden disse que ficou chocado com a violência sem sentido. O presidente dos EUA já havia assinado um projeto de lei para limitar a venda de armas no país, enfrentando a resistência dos republicanos, que são a favor da liberação da venda de armas.

“Enquanto celebramos o 4 de Julho apenas uma vez por ano, os tiroteios em massa se tornaram uma tradição semanal”, disse o governador de Illinois, J.B. Pritzker durante entrevista coletiva. “É devastador que uma celebração da América tenha sido destruída por nossa praga exclusivamente americana.”

Pode interessar também:

Tags

Últimas Notícias


Nós recomendamos