Foco

Cidade de SP tem vacinação contra múltiplas doenças neste sábado e domingo

No domingo, vacinação segue em postos instalados em parques da cidade

A cidade de São Paulo promove uma campanha de vacinação contra múltiplas doenças neste fim de semana.

Hoje (18), todas as Assistências Médicas Ambulatorias (AMAs)/Unidades Básicas de Saúde (UBS) Integradas estarão abertas até as 19h para aplicação de doses de vacina contra a covid-19 e gripe para os públicos elegíveis. Além disso, haverá multivacinação para crianças a partir de seis meses de idade.

No caso da multivacinação, voltada ao público infantil, estarão disponíveis a tríplice viral (sarampo, caxumba e rubéola), tetraviral (sarampo, caxumba, rubéola e varicela), BCG, pentavalente, vacina inativada poliomielite (VIP), vacina oral poliomielite (VOP), pneumo 10, rotavírus, meningo C, meningo ACWY, varicela, hepatites A e B, febre amarela, DTP (difteria, tétano e coqueluche), dupla adulto, HPV e pneumo 23.

Já amanhã (19) a vacinação prossegue na capital, mas será realizada apenas em cinco postos instalados nos parques Buenos Aires, Severo Gomes, do Carmo, Ceret e da Juventude. Por causa da 26ª edição da Parada do Orgulho LGBT+, que será realizada neste domingo, os postos não estarão abertos na Avenida Paulista.

A lista completa dos postos podem ser encontradas na página do Vacina Sampa.

LEIA TAMBÉM: Ameaçado de extinção, pesca do pintado será proibida no Brasil a partir de setembro

LABORATÓRIOS PARTICULARES

Por decisão do governo federal, que editou Medida Provisória (MP),  a iniciativa privada agora poderá comprar vacinas contra covid-19 diretamente dos fabricantes para comercialização.

De acordo com o governo, a medida reflete o fim do estado de emergência em saúde pública de importância nacional (ESPIN), eu foi decretado em função da pandemia no Brasil.

Como a vacinação no Brasil já atingiu doses suficientes para contemplar 100% dos grupos prioritários, segundo o governo, a medida não trará prejuízo para o Plano Nacional de Vacinação.

O governo Bolsonaro justificou ainda que mantém contrato com o laboratório Pfizer para compra de mais 100 milhões de doses e a possibilidade de compra adicional de mais 50 milhões.

Tags

Últimas Notícias


Nós recomendamos