Foco

Prefeitura oferece capacitação gratuita a artesãos de São Paulo

Inscrições podem ser feitas até 16 de junho

Os artesãos da capital paulista poderão fazer gratuitamente um curso de capacitação oferecido pela prefeitura de São Paulo. A iniciativa, da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Trabalho, disponibiliza 850 vagas para um curso de capacitação voltado à gestão e desenvolvimento de empreendimento. As inscrições para o Curso de Qualificação Mãos e Mentes Paulistanas podem ser feitas até 16 de junho, pelo endereço www.cutt.ly/inscricaoturma8.

“O curso chega para fortalecer as nossas ações de fomento ao setor. Além do acesso a crédito e a eventos, buscamos capacitar os artesãos para que assim eles possam aprimorar o seu marketing e a gestão do seu empreendimento”, destaca a secretária de Desenvolvimento Econômico e Trabalho, Aline Cardoso.

Com duração de dois meses, totalizando 30 horas de aula, o curso é feito em plataforma 100% on-line, com acompanhamento de monitores especializados para facilitar a interação e o uso da tecnologia, mesmo para os que não estejam familiarizados com as ferramentas virtuais.

Segundo a prefeitura, os encontros abordarão temas como vendas on-line, precificação, elaboração do plano de negócio, desenvolvimento de coleção, gestão financeira, planejamento de futuro, controle de produção, formalização e parcerias. O curso poderá ser feito em qualquer dia e horário da semana.

Mostra de cinema na França

Fundadora da organização não governamental (ONG) Raiar, a professora e diretora do Programa Imagens em Movimento (PIM), Ana Dillon, ex-montadora de filmes do cineasta Eduardo Coutinho, falecido em 2014, embarcou neste sábado (28) para a França, acompanhada por seis estudantes dos níveis médio e fundamental da rede pública de ensino. O grupo participará do encontro internacional À nous le cinema! Une experience internationale de cinéma à l’école em Pantin, na periferia de Paris.

O evento acontece de 1º a 3 de junho, pela primeira vez presencialmente desde o início da pandemia de covid-19, e permitirá aos estudantes brasileiros apresentarem os filmes realizados em suas escolas. Os seis alunos são moradores do Rio de Janeiro, de Camaçari (BA) e Várzea Paulista (SP). O retorno ao Brasil está previsto para 5 de junho.

Tags

Últimas Notícias


Nós recomendamos