Foco

Perfil com quase 500 mil seguidores do ex-morador de rua Givaldo Alves saiu do ar

O principal perfil do autor agora mostra a mensagem “Esta página não está disponível”

O principal perfil no Instagram do ex-morador de rua Givaldo Alves, que possuía quase 500 mil seguidores, saiu misteriosamente do ar neste sábado. O ex-mendigo ficou famoso ao ser flagrado pelo personal trainer com sua mulher em um carro, fazendo sexo, em Planaltina, Distrito Federal.

Ele possui ainda mais três perfis, mas todos eles com menos de 100 mil seguidores. Em nenhum deles o ex-sem teto explica os motivo de sua conta principal estar desabilitada. Quando o perfil @givaldoalves_brasil/ é acessado, a mensagem que aparece é “Esta página não está disponível. O link que você acessou pode estar quebrado ou a página pode ter sido removida”

Em sua última postagem na conta, na quinta-feira, o mandou um recado para a advogada Deolane Ribeiro, ex-viúva do MC Kevin, que o chamou de “mendigo” e “nojento” e o acusou de ter se aproveitado da mulher que fez sexo com ele no carro, em Planaltina: “Já que a doutora Deolane diz que está aguardando a intimação, pronto, a Justiça já intimou” disse, em vídeo postado no Instagram.

LEIA TAMBÉM: Ex-morador de rua manda recado para Deolane Ribeiro: “A Justiça já intimou”

Em sua última declaração pública, Deolane criticou o ex-morador de rua. “Você não é um amante, é um aproveitador de uma mulher que estava em total estado de vulnerabilidade. Isso se chama estupro de vulnerável”, disse.

A defesa de Givaldo diz que Deolane possivelmente cometeu calúnia, difamação e injúria. O ex-morador de rua quer que a advogada se explique “para aclarar as equivocidades e dubiedades das manifestações objurgadas e possibilitar ao Interpelante o justo exercício de ação penal privada em desfavor da Interpelada pelos possíveis delitos de calúnia, difamação e injúria”.

Pode interessar também:

Tags

Últimas Notícias


Nós recomendamos