Foco

Morador de rua que transou com mulher de personal pode virar deputado; entenda

Pelo menos quatro partidos políticos teriam tentado contato com Givaldo Alves para lançá-lo como candidato neste ano

O morador de rua Givaldo Alves, de 48 anos, que foi flagrado com a esposa do personal trainer Eduardo Alves fazendo sexo em um carro estacionado na rua na cidade de Planaltina, no Distrito Federal, pode se tornar deputado nas próximas eleições.

Segundo o portal de notícias Metrópoles, pelo menos quatro partidos políticos teriam tentado contato com Givaldo para lançá-lo como candidato ao pleito desse ano.

Os partidos interessados não foram revelados, mas o sem-teto teria sido chamado para concorrer como deputado estadual ou deputado federal.

Os convites aconteceram após entrevista concedida por Givaldo Alves ao mesmo veículo. Foi a primeira vez que ele falou sobre o caso à imprensa.

‘Não foi estupro’

Durante o relato ao portal, o morador de rua negou a versão do marido de que tenha cometido estupro.

As imagens do flagrante e da agressão física que sofreu foram gravadas por uma câmera de segurança. Nelas, é possível ver Givaldo fugindo pelado do carro e sendo alcançado e derrubado pelo marido a socos e pontapés, enquanto ao fundo a mulher se veste e sai de dentro do carro.

O sem-teto contou que naquele dia estava deitado na calçada, onde dorme, quando a mulher parou o carro e o convidou a entrar, perguntando se ele queria ‘namorar com ela’. Ele disse que não tinha tomado banho e não tinha dinheiro para levá-la a um hotel. ‘Pode ser no meu carro’”, ela sugeriu.

Ele rebateu as acusações do personal trainer de que ele teria estuprado a mulher: “Deus me colocou em um lugar cercado por câmeras que comprovam não ter havido nada disso. Se fosse outro morador de rua, possivelmente já estaria preso”, disse.

O morador de rua disse ainda que só ficou sabendo que a moça era casada quando deu entrada no hospital e que quando o marido chegou, pensou que fosse uma retaliação por ter testemunhado um motorista arrastando uma mulher em um carro na região.

Por conta das agressões, o morador de rua teve uma costela quebrada e ficou com um edema em um dos olhos. Apesar dos ferimentos, disse que não se arrepende de nada. “O prazer que ela me deu é uma coisa que todo homem queria ter. Ela merece alguém que possa satisfazê-la, sem possibilitar que ela se exponha. Ela é realmente uma flor do jardim de Deus”, afirmou.

Tags

Últimas Notícias


Nós recomendamos