Foco

MP-SP instaura inquérito para apurar cratera aberta na Marginal Tietê

Trabalho também pretende revelar a extensão dos danos urbanísticos e ambientais provocados

O MP-SP (Ministério Público de São Paulo) instaurou um inquérito civil para apurar as causas da abertura da cratera na Marginal Tietê, em São Paulo, na manhã desta terça-feira (1º).

Além das razões do acidente, o inquérito vai apurar a extensão dos danos urbanísticos e ambientais provocados.

A Defesa Civil terá de informar sobre a existência de risco nos imóveis do entorno. Além dela, a Sabesp e a CET (Companhia de Engenharia de Tráfego) deverão prestar esclarecimentos sobre a rede de esgoto e ordenação do trânsito na região, respectivamente.

Consequências no trânsito

Por conta da cratera formada, o trânsito na cidade de São Paulo foi interditado em todas as vias da pista local e central no sentido da Ayrton Sena durante toda a manhã, uma vez que havia risco de novos desabamentos.

Ao longo do dia, a cratera aumentou de tamanho e já afetou três das quatro faixas da pista local.

Em função dos problemas de trânsito gerados pelo incidente, o CET optou por suspender o rodízio municipal de veículos nesta terça-feira, no período da tarde/noite.

O acidente

Um desmoronamento em uma obra da Linha-6 Laranja do Metrô fez parte do asfalto ceder por volta das 9h. Ninguém ficou ferido.

Bombeiros disseram que o desabamento na pista ocorreu por conta de um erro de escavação no túnel do metrô com o “Tatuzão”, que acessou o leito do rio Tietê, fazendo a obra inundar.

Vídeos foram compartilhados nas redes sociais. Veja aqui.

Tags

Últimas Notícias


Nós recomendamos