Foco

Prefeitura de SP aplica vacina contra a covid-19 em mais de 600 postos nesta quarta-feira

É possível se imunizar na Capital até as 19h; veja endereços

A vacinação contra a covid-19 na cidade de São Paulo segue normalmente nesta quarta-feira (15). As unidades em funcionamento aplicam primeira dose (D1), segunda dose (D2) e dose adicional (DA).

Estão abertas as 469 Unidades Básicas de Saúde (UBSs) e 82 Assistências Médicas Ambulatoriais integradas com UBSs, as AMAs/UBSs Integradas, das 7h às 19h, além dos megapostos, drive-thrus e farmácias parceiras, das 8h às 17h, com aplicação de primeira, segunda e dose adicional do imunizante.

LEIA TAMBÉM:

Adultos que tomaram a segunda dose da vacina antiCovid há pelo menos quatro meses podem receber a dose de reforço. Os cidadãos imunizados com a dose da Janssen há pelo menos dois meses podem receber uma nova aplicação com o imunizante da Pfizer.

O intervalo entre a primeira e a segunda dose para os adolescentes é de 21 dias. Além disso, os jovens de 12 a 17 anos podem se vacinar sem a presença dos pais. Basta apresentar uma autorização assinada por um responsável, conforme modelo disponibilizado na página Vacina Sampa.

O que levar

É obrigatório apresentar um documento de identificação, preferencialmente CPF e cartão SUS na hora da vacinação. Para a segunda dose ou dose adicional, é indicado levar a carteirinha com o registro das doses recebidas anteriormente.

Na cidade de São Paulo não é mais obrigatória a apresentação de comprovante de endereço para tomar qualquer uma das doses na rede municipal de saúde.

Para evitar aglomerações nos postos, a Secretaria Municipal da Saúde (SMS) recomenda consultar o site De Olho na Fila. A página também mostra os imunizantes disponíveis para aplicação da segunda dose.

A lista completa de endereços dos postos de vacinação está disponível na página Vacina Sampa.

Dose fora do Brasil

As pessoas que receberam a primeira dose da vacina em outro país podem completar o ciclo vacinal no Brasil, com um imunizante de outro fabricante.

Confira a orientação do Ministério da Saúde:

  • Moderna – completar com Pfizer (28 dias após 1ª dose);
  • Sputnik – completar com AstraZeneca (21 dias após 1ª dose);
  • Sinopharm – completar com Coronavac (21 dias após 1ª dose).
Tags

Últimas Notícias


Nós recomendamos