Foco

Prefeitura monitora pacientes com Ômicron em SP e diz que eles não têm sintomas

Casal, que mora na África do Sul, está em isolamento domiciliar; secretaria diz que rastreia rede de contatos

A Prefeitura de São Paulo informou na noite desta terça-feira (30) que faz o acompanhamento domiciliar do casal que testou positivo para a variante Ômicron da covid-19, após desembarcar no aeroporto de Guarulhos. Os pacientes, que moram na África do Sul e estão em visita ao Brasil, tiveram o diagnóstico confirmado hoje.

De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde (SMS), o casal cumpre o isolamento social recomendado pela Vigilância em Saúde e não apresenta sintomas da doença. Os agentes apuram a rede de contato de ambos para fazer o rastreamento do vírus, além de comprovar a situação vacinal de toda a família.

LEIA TAMBÉM:

O homem desembarcou em Guarulhos no último dia 23, vindo da África do Sul e portando resultado negativo de teste RT-PCR. Dois dias depois, ele e a esposa tentaram retornar ao país africano, quando fizeram um novo teste no aeroporto que deu positivo para o coronavírus. Assim, foi feita a comunicação ao Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde (CIEVS) de São Paulo.

O laboratório Albert Einstein fez o sequenciamento genético das amostras e notificou a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) sobre os resultados positivos e informou que tratava-se da nova variante.

“Diante da identificação e testagem com resultado positivo para Covid-19, a Rede CIEVS, ligada ao Ministério da Saúde, deve monitorar casos de acordo com o sistema de vigilância vigente no Brasil, para avaliação das condições de saúde e direcionamento dos indivíduos aos serviços de atenção à saúde, bem como para adoção das medidas de prevenção e controle da covid-19″, destacou a Anvisa em nota.

Tags

Últimas Notícias


Nós recomendamos