Foco

Após confirmação de dois casos da Ômicron em SP, Doria reavalia liberação de máscaras

Medida está prevista para o dia 11 de dezembro, mas novo parecer foi solicitado ao Comitê Científico

Doria anuncia flexibilização de máscara facial ao ar livre

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), solicitou uma nova avaliação do Comitê Científico sobre a liberação do uso de máscaras em locais abertos no estado, prevista para começar no dia 11 de dezembro. A medida ocorreu após a confirmação, na tarde desta terça-feira (30), de dois casos da variante Ômicron da covid-19.

Os testes positivos para a variante são de um passageiro vindo da África do Sul, que desembarcou no aeroporto internacional em Guarulhos, no dia 23. Na ocasião, ele portava resultado de RT-PCR negativo e ia voltar para o país africano.

No dia 25, ia fazer novo teste, acompanhado de sua mulher, para poder embarcar. Nesse novo teste os dois testaram positivo para a covid-19 e foi feita a comunicação ao Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde (CIEVS) de São Paulo.

LEIA TAMBÉM:

O laboratório Albert Einstein fez o sequenciamento genético das amostras e notificou a Anvisa sobre os resultados positivos e informou hoje que tratava-se da nova variante.

Após a confirmação, Doria decidiu reavaliar a liberação do uso das máscaras e aguarda um novo parecer do Comitê Científico na próxima semana. “O nosso parâmetro sempre foi o cenário epidemiológico em São Paulo. E, por isso, precisamos saber o impacto da nova variante com a flexibilização do uso de máscaras em espaços abertos. É necessário ter cautela e avaliar esse novo elemento. O nosso compromisso é com a saúde da população”, disse Doria.

Apesar do anúncio de flexibilização do uso de máscaras em espaços abertos, a medida previa a obrigatoriedade em ambientes fechados e no transporte público.

O estado de São Paulo tem atualmente 75,8% da população com esquema vacinal completo, ou seja, com duas doses do imunizante do Butantan/Coronavac, da Fiocruz/Astrazeneca/Oxford e Pfizer/BioNTech, além da dose única da Janssen. Se considerada apenas a população adulta, o estado tem 93,7% das pessoas vacinadas.

Tags

Últimas Notícias


Nós recomendamos