Foco

Mãe é presa após esfaquear filha de 3 anos e jogar vítima ainda viva em rio

Laudo do IML apontou que criança morreu por afogamento; mulher confessou crime e alegou sofrer de depressão

A menina Manuella Minuto Aguiar, de 3 anos, foi morta a facadas pela própria mãe, em Macaé, no Rio de Janeiro, no domingo (28). De acordo com a Polícia Civil, um laudo do Instituto Médico Legal (IML) apontou que a vítima ainda estava viva quando foi jogada no Rio Macaé. A mulher, de 25 anos, foi presa em flagrante e confessou o crime, mas alegou que sofre de depressão.

Conforme o boletim de ocorrência, o avô da criança contou que, por volta das 7h30 do domingo, foi até a casa da filha e não a encontrou. Assim, entrou em contato com o genro, que disse ter saído de casa e deixado a filha com a mãe.

LEIA TAMBÉM:

Preocupado, já que a mulher teria tido surtos psicóticos recentemente, o avô de Manuella decidiu ir até a polícia para denunciar o desaparecimento delas. Foi quando recebeu a notícia de que a filha tinha sido achada, andando de bicicleta, sem a neta.

O avô foi ao encontro da mulher, que, questionada, disse que a menina estava no céu e que tinha jogado o corpo no Rio Macaé. Ele comunicou o fato à polícia, mas já soube que o corpo da neta tinha sido encontrado pelos bombeiros, por volta das 11h45.

O corpo de Manuella foi encaminhado ao IML e um exame atestou que ela morreu em decorrência de afogamento e não pelas facadas. Assim, ela foi jogada na água ainda com vida. Os legistas ainda encontraram ferimentos no tórax e abdômen da criança.

Tags

Últimas Notícias


Nós recomendamos