Foco

Cai número de vítimas de homicídios e latrocínios em São Paulo; roubos e furtos têm alta, diz SSP

Dados são referente a outubro e foram divulgados nesta quinta-feira

A cidade de São Paulo terminou o mês de outubro com redução do número de vítimas de homicídios dolosos (com intenção de matar) e latrocínios (roubo seguido de morte). Casos de roubos e furto, porém, apresentaram alta. Os dados são da SSP (Secretaria de Segurança Pública) e foram divulgados nesta quinta-feira (25).

Assim como ocorreu em outubro de 2020, no mesmo mês deste ano a Capital apresentou 43 casos de homicídios dolosos. Apesar da estabilidade no total de ocorrências, o número de vítimas caiu 4,3% (de 46 para 44).

Com isso, as taxas dos últimos 12 meses (de novembro de 2020 a outubro de 2021) caíram para 5,05 ocorrências e 5,44 vítimas de mortes intencionais para cada grupo de 100 mil habitantes.

Os índices de casos e vítimas de latrocínios caíram de sete casos em outubro de 2020 para cinco no mês passado.

Quanto ao indicador de estupro, houve recuo de 1%. Foram 196 boletins registrados no mês passado, ante 198 contabilizado em outubro de 2020.

Em contrapartida, houve um caso de extorsão mediante sequestro no último mês e nenhum em outubro do mês passado.

Roubos e furtos

Os roubos de cargas na Capital subiram de 250 para 290. Situação semelhante ocorreu com os roubos e furtos em geral e de veículos.

Os roubos e furtos em geral passaram de 9.209 para 11.257 e de 12.247 para 18.237. Já os roubos e furtos de veículos foram de 971 para 1.287 e de 2.185 para 3.383, respectivamente.

Vale destacar que a cidade zerou o indicador de roubos a bancos no mês passado, pela primeira vez no período, em 21 anos. Em outubro do ano passado, foram registrados quatro boletins de ocorrência dessa modalidade.

Tags

Últimas Notícias


Nós recomendamos