Foco

Mais de 6 mil imigrantes foram contratados para vagas temporárias de janeiro a setembro no Brasil, revela pesquisa

Aumento é de cerca de 13% em comparação ao mesmo período de 2020

Contratação de imigrantes aumentou em um ano, diz empresa de RH

Mais de 6 mil imigrantes foram contratados pela modalidade temporária no Brasil de janeiro a setembro deste ano, um aumento de cerca de 13% em comparação ao mesmo período de 2020. Os dados são de um levantamento realizado pela empresa de RH (Recursos Humanos) Employer.

De acordo com a pesquisa, os imigrantes mais comumente contratados são os haitianos e os venezuelanos, especialmente nos Estados de Santa Catarina e Paraná.

Já as funções mais recorrentes na admissão temporária de estrangeiros são a de ajudantes e de auxiliares de produção.

No início de outubro, a CGRT (Coordenação Geral de Relações do Trabalho do Ministério do Trabalho e Previdência) autorizou que os refugiados sejam contratados na modalidade temporária, desde que apresentem CPF e documentação. Dessa forma, deixa de haver insegurança jurídica no processo de admissão.

Direitos do trabalhador temporário

Na modalidade temporária, o trabalhador tem anotação em carteira e os direitos assegurados pela Lei 6.019/1974. Dentre ele, estão inclusos pagamento de horas extras, descanso semanal remunerado, 13º salário e férias proporcionais ao período trabalhado. Ele recebe ainda 8% dos seus proventos a título de FGTS, e o período como temporário conta como contribuição para a aposentadoria.

O trabalhador temporário pode ser contratado por até 180 dias, com possibilidade de prorrogação por até mais 90 dias. A efetivação pode acontecer a qualquer momento desse período.

Tags

Últimas Notícias


Nós recomendamos