Foco

Capital paulista também reduz intervalo da 2ª dose da Pfizer para adultos para 21 dias

Mais cedo, governo estadual já havia anunciado a antecipação da aplicação entre doses do imunizante

Após anúncio do governo estadual sobre antecipação de 21 dias para o intervalo de aplicação da vacina da Pfizer contra covid-19, a Prefeitura de São Paulo informou, na noite desta segunda-feira (18), que também adotará a medida. Assim, todas as pessoas acima de 18 anos que tomaram a primeira dose nesse prazo estão aptos a receber a segunda dose do imunizante na capital.

Segundo a prefeitura, no entanto, a redução do prazo de 56 para 21 dias não é válida para os adolescentes. Para os jovens de 12 a 17 anos de idade, o intervalo entre as doses permanece sendo de oito semanas. Uma eventual antecipação para esse público será adotada mediante disponibilização de mais doses por parte do Ministério da Saúde.

LEIA TAMBÉM:

Com relação às outras vacinas, o intervalo para a segunda dose na capital paulista segue sendo de 12 semanas para AstraZeneca e 28 dias para Coronavac. A medida respeita a orientação dos programas Nacional e Estadual de Imunizações (PNI e PEI).

A prefeitura ressaltou que segue com o esquema tradicional de vacinação para primeira e segunda doses, além da dose adicional para idosos acima de 60 anos de idade e trabalhadores da saúde com mais de 18 anos que tomaram a última dose do esquema vacinal (segunda dose ou dose única) há pelo menos seis meses, exceto grávidas e puérperas.

A dose adicional também permanece liberada para pessoas com mais de 18 anos que tenham alto grau de imunossupressão. Para esse grupo, com mais de 18 mil cidadãos, é preciso ter tomado a segunda dose ou dose única há pelo menos 28 dias.

Governo estadual

O anúncio sobre a antecipação do intervalo para aplicação da vacina da Pfizer em todo o Estado foi feito pela manhã pelo governador João Doria (PSDB), em uma postagem no Twitter.

“Vamos reduzir de 8 semanas para 21 dias o intervalo entre a 1ª e a 2ª dose da Pfizer. A medida vai beneficiar cerca de 2 milhões de pessoas que poderão completar o esquema vacinal mais cedo em São Paulo. Vacina no braço!”, declarou o governador.

Até agora, o Estado usava o intervalo de 8 semanas entre as doses do imunizante. De acordo com Doria, a antecipação é válida para toda a população adulta.

Tags

Últimas Notícias


Nós recomendamos