Foco

Receita Federal abre nesta quinta-feira a consulta ao 5º lote de restituição do IR 2021

Contribuinte pode conferir a situação a partir das 10h pela internet ou app.

A Receita Federal vai liberar nesta quinta-feira (23), a partir das 10h, a consulta ao quinto e último lote de restituição do Imposto de Renda 2021, ano base 2020. Também serão contempladas restituições residuais de anos anteriores. A consulta pode ser feita por meio do site do órgão ou do aplicativo para tablets e smartphones.

Ao todo, 358.162 contribuintes receberão a restituição no quinto lote, entre prioritários e não prioritários. O valor total a ser pago é de R$ 562 milhões. Os recursos serão depositados no dia 30 de setembro.

Leia também:

  1. Profissionais da saúde poderão se inscrever na ‘xepa’ para dose de reforço contra covid-19 em SP
  2. Mega-Sena pode pagar R$ 2,9 milhões nesta quarta-feira; confira o sorteio
  3. Filho de vereador de Goiás suspeito de matar ex-mulher grávida se entrega à polícia

O pagamento será realizado pela Receita de forma direta na conta bancária informada pelo contribuinte na declaração.

O último lote contempla 4.955 contribuintes idosos acima de 80 anos; 47.465 contribuintes entre 60 e 79 anos; 4.927 contribuintes com alguma deficiência física ou mental ou moléstia grave; 19.211 contribuintes cuja maior fonte de renda seja o magistério; 281.604 contribuintes não prioritários.

‘Malha fina’

Segundo a Receita, o contribuinte poderá saber, ao realizar a consulta, se há ou não pendências que impeçam o pagamento da restituição, ou seja, se ele caiu na «malha fina».

Para consultar a situação, os contribuintes também podem acessar o «extrato» do Imposto de Renda no site da Receita Federal no chamado e-CAC (Centro Virtual de Atendimento). Para isso, é necessário utilizar o código de acesso gerado na própria página da Receita Federal, ou certificado digital emitido por autoridade habilitada.

As restituições de declarações que apresentam inconsistência e caíram na «malha fina» são liberadas depois de corrigidas pelo cidadão, ou após o contribuinte apresentar comprovação de que sua declaração está correta.

Tags

Últimas Notícias


Nós recomendamos