logo
Foco
 /
Foco 14/09/2021

Sem AstraZeneca, SP põe Pfizer para garantir 2ª dose

Por : André Vieira - Metro

Pessoas que estão com a segunda dose da AstraZeneca em atraso já podem se vacinar com a Pfizer em todo o estado para completar o esquema de imunização contra o novo coronavírus.

A medida, que é emergencial, foi autorizada pela Secretaria da Saúde e começou a valer em função do desabastecimento de AstraZeneca em São Paulo.

Segundo o governo estadual, a vacina da Pfizer está disponível para quem deveria receber a segunda dose da AstraZeneca entre os dias 1º e 15 de setembro. Os interessados precisam assinar um termo de consentimento por conta da mistura de imunizantes.

Só na capital – que sofre com a escassez desde quinta-feira passada –, 340 mil pessoas devem receber a vacina substituta para tirar o atraso da segunda dose.

Parte deste público foi logo cedo aos postos procurar pelo imunizante, mas se frustrou porque a aplicação só começou no período da tarde. A prefeitura justificou que gastou a manhã fazendo a distribuição das 165 mil doses recebidas pela rede. 

Como o número é insuficiente, é possível que a procura aumente e que haja espera nos postos. Pelo site De Olho na Fila dá para conferir qual imunizante está disponível para segunda dose em cada unidade.

Secretário da Saúde da prefeitura, Edson Aparecido disse ontem que a troca da Pfizer pela AstraZeneca como segunda dose só valerá para esse período determinado e que a sequência normal será reestabelecida assim que os estoques forem reabastecidos.

A produção da AstraZeneca pela Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz), que fabrica o imunizante no Brasil, atrasou por conta da demora na chegada de insumos. A entidade afirmou que novos lotes da vacina devem ficar prontos até o fim da semana. A escassez também tem afetado outros estados.

Ministro da Saúde, Marcelo Queiroga disse ontem que a vacina está faltando somente nos estados que não cumpriram o plano nacional, avançando a campanha.