Foco

Preço médio do etanol sobe em 14 Estados e no DF; média nacional avança 1,45%

Valor médio do combustível passou de R$ 4,497 para R$ 4,562 o litro.

Os preços médios do etanol hidratado subiram em 14 Estados e no Distrito Federal nesta semana, de acordo com levantamento da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) compilado pelo AE-Taxas. Nos postos pesquisados pela ANP em todo o País, o preço médio do etanol subiu 1,45% na semana ante a anterior, de R$ 4,497 para R$ 4,562 o litro.

Em várias praças houve variação significativa de preços. Em São Paulo, principal Estado produtor, consumidor e com mais postos avaliados, a cotação média do hidratado ficou em R$ 5,189 o litro, alta de 21,75% ante a semana anterior (R$ 4,262).

Leia também:

  1. Dentista é condenado a 38 anos de prisão por matar a ex-namorada grávida, no Rio de Janeiro
  2. É impossível garantir que não haverá mais crime, diz diretor do BC após mudanças no Pix
  3. Covid-19: Doria diz que idosos de 90 a 80 anos e imunossuprimidos começam a receber reforço dia 6

O preço mínimo registrado nesta semana para o etanol em um posto foi de R$ 3,849 o litro, em São Paulo, e o menor preço médio estadual, de R$ 4,331, foi registrado também em São Paulo.

O preço máximo, de R$ 6,999 o litro, foi verificado em um posto do Rio Grande do Sul. O maior preço médio estadual também foi o do Rio Grande do Sul, de R$ 5,963.

Na comparação mensal, o preço médio do biocombustível no País subiu 5,02%. O Estado com maior alta no período foi Mato Grosso, onde o litro subiu 26,84% no mês. Na apuração semanal, a maior alta de preço foi observada no Amapá, com avanço de 22,39%, para R$ 5,568 o litro.

Gasolina é mais competitiva

A gasolina foi mais competitiva do que o etanol em todos os Estados na semana passada, mostra levantamento da ANP compilado pelo AE-Taxas.

Os critérios consideram que o etanol de cana ou de milho, por ter menor poder calorífico, tenha um preço limite de 70% do derivado de petróleo nos postos para ser considerado vantajoso.

Na média dos postos pesquisados no País, o etanol está com paridade de 76,26% ante a gasolina.

Tags

Últimas Notícias


Nós recomendamos