Foco

Promoções para produtos próximos ao vencimento reduzem desperdício e prejuízo

Economia. Mercados destacam itens com descontos para evitar descarte após fim do prazo de consumo


QUER RECEBER A EDIÇÃO DIGITAL DO METRO JORNAL TODAS AS MANHÃS POR E-MAIL? É DE GRAÇA! BASTA SE INSCREVER AQUI.


O suco perto do chocolate, do lado do arroz carreteiro e em cima do creme de leite. Não é sinônimo de bagunça, mas sim de promoção. Por estarem próximos do vencimento, muitos mercados destacam esses produtos, que precisam ser consumidos logo, com preços bem mais em conta.

Em redes visitadas pela reportagem, há quem separe os itens em uma única gôndola ou, no caso dos refrigerados, separe parte de uma geladeira. A aposentada Elisabeta Malagoli, de 77 anos, está sempre de olho nesses produtos, pensando em evitar o desperdício. “Dá para aproveitar algumas coisas que, de repente, daqui a pouco vencem e tem que jogar fora.”

O fator economia é outro atrativo, ainda mais em um momento de preços salgados nas prateleiras. “Procuro por essa gôndola quando quero um produto que consumo muito e fico feliz em encontrá-los mais baratos! Dá um quentinho no bolso”, afirma a secretária Ana Teixeira, de 40 anos.

Ofertas valem sempre uma ‘espiada’ | Luccas Balacci/Metro

Há ainda quem aproveite para experimentar produtos que normalmente passam longe do carrinho. “Compro sempre que posso, especialmente não essenciais importados, como chocolates e geleias”, explica o diretor de negócios Ricardo Onishi, de 46 anos.

Nos estabelecimentos visitados, os produtos ficam em exposição até dois dias antes da data de vencimento informada na embalagem. Depois disso, há dois caminhos: ou os itens voltam para os fornecedores, que devolvem parte do dinheiro ao comerciante, ou então são descartados em aterros sanitários.

Para os lojistas, a venda com desconto dos produtos “quase expirados” é a última carta na manga para evitar as perdas no setor – esforço que começa com a gestão de estoque a partir das demandas do estabelecimento. Segundo a Abras (Associação Brasileira dos Supermercados), o prejuízo com perdas no setor em 2020 foi de R$ 7,6 bilhões – a estimativa é de que, do total, R$ 2 bilhões sejam apenas com produtos vencidos.

Aplicativo ajuda comércio com consumo sustentável

No Brasil, 26,3 milhões de toneladas de comida foram desperdiçadas no ano passado, de acordo com um relatório do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente. E sabe aquela teoria de que “existe um aplicativo para tudo”? Ela também se aplica ao consumo sustentável.

Um dos serviços é o b4waste (disponível para Android ou iOS), que faz parcerias com redes de supermercados, empórios, docerias e perfumarias. Na plataforma, é possível consultar os estabelecimentos mais próximos e acompanhar os produtos próximos ao vencimento disponíveis com desconto de, no mínimo, 50%.

“É uma equação que todo mundo ganha. O cliente paga metade do preço de um item que ele vai consumir rapidamente. Já o varejista vende um produto que ele jogaria fora, criando uma cadeia sustentável”, afirma Daniel Neuman, um dos criadores do aplicativo. Feito o pedido, é possível escolher entre a entrega em casa ou a retirada no estabelecimento.

Tags

Últimas Notícias


Nós recomendamos